Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Ultimas Atualizações
EM BUSCA DA PAZ  (16-04-2018)
MÃOS VAZIAS  (16-04-2018)
PROCURANDO UM AMIGO?  (21-03-2018)
SUPERANDO LIMITES  (21-03-2018)
VIVER  (21-03-2018)
RAIO DE LUZ  (21-03-2018)
NÃO TEM PAZ INTERIOR?  (21-03-2018)
JESUS  (21-03-2018)
EU, O NATAL E A BÍBLIA  (21-03-2018)
MINHA META
Qual sua meta para 2.018?
Arrumar um emprego
Voltar a estudar
Passar no vestibular
Comprar uma casa
Ser pvomovido na empresa
Realizar um sonho
Nâo tenho meta ainda
Ver Resultados

Rating: 2.8/5 (1869 votos)

ONLINE
2
Partilhe esta Página



 

 

 

 s

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


04 - A SEMENTE DA BIBLIA ESCONDIDA NO CHÃO DA VIDA
04 - A SEMENTE DA BIBLIA ESCONDIDA NO CHÃO DA VIDA

 

                Longo e demorado foi o mutirão do povo, do qual surgiu a bíblia.  Surgiu como surgem as arvores, elas nascem de uma semente bem pequenina, escondida no chão e crescem até esparramar os seus galhos que oferecem sombra, alimento e proteção.  A bíblia nasceu de um chamado de Deus, escondido no chão da vida do povo, e cresceu até esparramar seus 73 galhos pelo mundo inteiro.

                O chamado de Deus que deu inicio ao mutirão do povo é uma palavra, um apelo que ele dirige a todos os homens, também a nós hoje.  Este apelo de Deus, escondido no chão da nossa vida foi descoberto primeiro por Abraão, depois por Moises e pelo povo oprimido no Egito.  Eles deram a sua resposta e fizeram nascer o começo do povo de Deus.

                Uma vez nascido o povo, trataram de não deixar morrer a semente.  Os coordenadores convocavam a comunidade, os pais reuniam os filhos para transmitir a seguinte mensagem: nós éramos escravos no Egito.  Gritamos ao Deus de nossos pais, e ele ouviu nosso clamor.  Chamou Moises e, com a ajuda de Deus e de Moises, conseguimos a nossa libertação.  Deus fez uma aliança conosco.  Ele quer ser o nosso Deus, e nós temos que ser o seu povo, observando a sua lei, vivendo como irmãos.

                Esta mensagem tão breve é o veiozinho verde que brotou da semente.  É o núcleo da fé do povo de Deus.  É uma historia bem simples de libertação, da qual nasceu um compromisso mutuo entre os membros do povo.  Semente bem pequena.

Cabia em umas poucas frases, mas essa historia foi contada e cantada, ampliada e reproduzida, em prosa e verso, de mil maneiras, pelo povo libertado.

                Foi daí que nasceram os 73 livros da bíblia, que hoje se esparramam pelo mundo inteiro, oferecendo sombra, alimento e proteção a quem o deseja.  Nasceram e estão ai, para que também nós possamos descobrir o mesmo apelo de Deus em nossa vida hoje, e para que iniciemos, nós também a mesma caminhada de libertação.

MENSAGEM CENTRAL DA BIBLIA

                Qual é, em poucas palavras a mensagem central da bíblia?

A resposta não é fácil, pois depende da vivencia.  Se você gosta de uma pessoa e alguém lhe perguntar: qual é, em poucas palavras a mensagem desta pessoa para você?, ai não é fácil responder.  O resumo da pessoa amada é o seu nome.  Basta você ouvir, lembrar ou pronunciar o nome desta pessoa, já lhe vem na memória o que ela significa para você.  Não é assim?

Pois bem, a mensagem central da bíblia é o NOME DE DEUS.  EMANUEL, que significa DEUS CONOSCO.  Ele promete estar no meio do seu povo para libertá-lo.

E deu prova bem concreta de que esta é a sua vontade para sempre.  A primeira prova foi a libertação do Egito, e a ultima prova esta sendo dada, até hoje, na ressurreição de Jesus, Deus sempre venceu as forças da morte e abriu para nós o caminho da vida.

Por tudo isso, é difícil resumir em poucas palavras aquilo que o Nome de Deus faz surgir na mente, no coração e na memória do povo por ele libertado.  Só mesmo o próprio povo, que vive e celebra a presença libertadora de Deus no seu meio, é que pode avaliá-lo.

                Na bíblia o nome JAVÉ foi traduzido por SENHOR.  É a palavra que mais ocorre na bíblia.  Milhares de vezes, pois o próprio Deus falou: ESTE É O MEU NOME PARA SEMPRE.  Sob esse nome quero ser invocado, de geração em geração. (Exodo 3, 15)

A ESPERANÇA DOS PROFETAS

                Caindo e levantando, o povo foi andando, procurando ser o povo de javé e buscando atingir, para si e para os outos, os bens da promessa divina.  Muitas vezes porém, esqueciam o chamado de Deus e se acomodavam.  Em vez de servirem a Deus, queriam que Deus servisse aos seus planos interesseiros, que eles mesmo tinham inventado.  Reduziam a vontade de Deus ao tamanho de seus interesses mesquinhos.  Invertiam a situação.  Em vez de paz, justiça e fraternidade, faziam surgir divisão, opressão e discórdia.  Ora, era nestes momentos de crise e de abatimento que apareciam os profetas para denunciar o erro e anunciar de novo a vontade de Deus ao povo.

A bíblia conserva as palavras de quatro profetas chamados maiores: ISAIAS, JEREMIAS, EZEQUIEL, DANIEL e de doze menores: OSEIAS, JOEL, AMOS, ABDIAS, JONAS, MIQUEIAS, NAUM, HABACUQUE, SOFONIAS, AGEU, ZACARIAS E MALAQUIAS.  Alem desses, muitos outros profetas são mencionados na bíblia, o maior deles é ELIAS.

                Os profetas, cujos nomes, gestos e palavras foram conservados, são como flores.  As flores, para poder aparecer, supõem um chão, uma semente e uma planta.  O chão, a semente e a planta destes profetas são as comunidades que lhes transmitiam a fé.  São ainda os inúmeros profetas locais, profetas pequenos, cujos nomes foram esquecidos.  É como hoje.  Os grandes profetas são conhecidos no país inteiro, mas eles só puderam surgir graças ao povo anônimo, humilde e fiel das suas comunidades.

                Diante das falhas constantes do povo, desviado por seus lideres, os profetas começaram a alimentar no povo uma nova esperança.  Diziam que, no futuro, a vontade de Deus seria realizada através de um enviado especial, um novo líder, fiel e verdadeiro, chamado MESSIAS.

Foi esta esperança maior, alimentada pelos profetas, que sustentou o resto fiel do povo e o ajudou a superar as duras crises da sua caminhada.  O resto fiel eram sobretudo os pobres que punham a sua esperança unicamente em Deus (sofonias 3, 12)

Como a mãe enfrenta dores de parto, porque tem amor à vida nova que ela carrega dentro de si, assim os pobres enfrentavam as dores da caminhada, porque tinham amor à promessa divina que eles carregavam dentro de si.  Eles acreditavam na vida nova que dela haveria de surgir para todos os homens.  Esta vida nova chegou, finalmente, em JESUS, o MESSIAS.

 PARA REFLETIR:

01 – Como o povo da bíblia faziam suas celebrações?

 

02 – Vamos resumir a mensagem central da bíblia em poucas palavras.

 

03 – Em que situação da vida deus suscita os profetas?  Quais eram as esperanças que eles anunciavam e quais os erros que denunciavam?

 

04 – os profetas, ontem e hoje são como flores: supõem um chão, uma semente e uma planta.  O que quer dizer isso?

 

05 – Qual era a mensagem principal que os coordenadores transmitiam para as comunidades e os pais para os filhos?