COMUNIDADE AMIGOS PARA SEMPRE  
MSG. DO DIA - Setembro/2015
MSG. DO DIA - Setembro/2015

 

 

         Juventude significa a predominância da coragem sobre a timidez no caráter, do amor da aventura sobre o amor da indolência,  por mais existe mais num adulto de cinqüenta anos que num jovem de apenas vinte anos.  Ninguém fica velho por ter vivido certo numero de anos, só se envelhece quando se abandona os ideais.

         Juventude é a primavera da vida, é o inicio de uma vida adulta, é o começo da carreira na batalha da vida.  É justamente nessa fase  da vida que se prepara para as missões futuras, por isso é muito importante que o jovem seja bem preparado para enfrentar o que virá pela frente.  Infelizmente em nossos dias os jovens não estão sendo bem preparados, muitos não encontram seu espaço na sociedade moderna, são privados do direito de SER alguém, em outros casos são negligenciados muitas vezes pela própria família que lhes roubam o direito de uma devida formação de caráter.  É lamentável isso, pois toda essa perda vai influenciar na sua vida futura e também no futuro da sociedade.  Se não estamos colhendo os frutos que desejaríamos colher é porque no passado não plantamos a semente correta, mas podemos começar a mudar o rumo do futuro do nosso mundo começando a plantar a semente certa.

OS DESAFIOS

         Os desafios enfrentados pelos jovens modernos são muitos, começando pelo direito de SER, direito que lhes fora roubado na infância, depois vem o maior desafio que é acompanhar o mundo moderno sem estar preparado devidamente, razão pela quais muitos se desviam pelo submundo das drogas e da prostituição, e finalmente vem o maior de todos os desafios que é dar a volta por cima depois de chegar no mais profundo abismo da desvalorização da vida.

         Muitos têm lutado para libertar um jovem das drogas, da prostituição, mas esse esforço acaba sendo em vão muitas vezes.  POR QUÊ?

Não seria muito fácil responder essa interrogação, pois inúmeras são as razões que levam uma pessoa a tomar certa decisão na sua vida.  Primeiro, somos livres para decidir, e isso, muitas vezes, faz com que os jovens se sintam no direito de fazer o que quer da vida.  Seriam eles culpados por tomarem a decisão errada em sua vida?  MUITAS VEZES NÃO, pois na maioria das vezes não foram devidamente orientados sobre as conseqüências das decisões tomadas.  É muito fácil condenar um jovem que partiu para o submundo das drogas ou da prostituição, lhe atirar pedras, maltratar ou até mesmo desprezar como faz a sociedade, mas o difícil seria se colocar no lugar dele e viver o que ele viveu até aquele momento; sentir o que ele sentiu quando tomou essa cruel decisão.  Jesus foi bem claro no evangelho quando diz: Hipócrita, tire a viga do seu olho primeiro, e então você verá claramente para tirar o cisco do olho do seu irmão.
(Mateus 7:5)

Sábias palavras de Jesus, mas pena que a sociedade moderna não a conhece!  “Você não presta; não passa de um vagabundo, preguiçoso!” não é isso o que muitas vezes se diz de alguém que fugiu das regras do convívio social?  E se fosse um filho seu que tivesse partido para esse submundo, você teria coragem de dizer a mesma coisa?  Certamente não, pois a consciência lhe condenaria pelas vezes que omitiu ao seu filho conhecimento, regras, diretrizes, e até mesmo lhe privou do direito de ter uma boa formação de caráter.

Se você fizer uma pesquisa, certamente vai constatar que a maioria dos jovens que partem para as drogas são filhos de pais separados, ou muitas vezes são jovens que nem sabem quem é seu pai; pior ainda, há muitos que nem são criados pelos seus pais biológicos, ou são criados pelos avôs, ou por pessoas da família, quando não são criados por estranhos.  “Mas ele tinha tudo o que queria, não sei por que chegou a esse ponto”; frase que já ouvi muitas vezes por mães de filhos dependentes químicos.  Realmente, muitas vezes a mãe faz tudo pelo filho, lhe dá tudo o que quer, mas é bom lembrar que FAMILIA não se constrói por uma pessoa, e sim por um casal, e filho é responsabilidade do casal e não apenas da mãe; além do mais, dar tudo não significa que esse jovem vai estar preparado para enfrentar tudo o que vier pela frente, pois bens materiais não constroem um caráter sadio.

         A primeira coisa de que uma pessoa precisa é de carinho e amor na fase criança, pois isso afetará e muito sua vida na fase adulta.  Em outras palavras, dizemos que o filho é o espelho que reflete o que seus pais viveram em seu lar.  Quando o espelho mostra uma sujeira não significa que ele esteja sujo, ele pode estar mostrando uma sujeira que existe ao seu redor; da mesma forma, se um jovem possui um mal caráter pode ser que ele esteja apenas mostrando que esse mal caráter existe ao seu redor; ao mesmo tempo pode ser que ele esteja reivindicando uma mudança, uma conversão na sua família, o que é ignorado muitas vezes.

         Que possamos começar agora uma mudança radical de vida e uma luta pela transformação dos nossos jovens modernos.  Fica aqui o desafio para cada PAI, MÃE, EDUCADOR, MISSIONÁRIO ou qualquer leigo que queira ver um mundo melhor no futuro começar a dar mais atenção aos nossos jovens, procurar entender o que eles querem nos passar e procurar dar-lhes uma resposta fiel para suas duvidas ou angustias.

         VOCÊ ESTÁ SENDO DESAFIADO.  TOPA OU NÃO?  A decisão é sua, mas as conseqüências são de toda a sociedade futura, os frutos serão colhidos por todos.  PENSE BEM NISSO e que Deus te abençoe.

 

02/09/2015

DIREITOS ROUBADOS.  E AGORA?

         Faça um relatório dizendo por que você é importante, dizendo quais são suas qualidades.  Depois faça uma lista das coisas que você gosta e das que você não gosta.

Muitas vezes somos obrigados a conviver com certas coisas ou atitudes das quais não gostamos, ou até mesmo praticamos coisas que não nos agradam de verdade, mas as fazemos porque elas nos preenchem um certo vazio existencial, como por exemplo, um dependente químico.  Nem sempre essa pessoa tem o prazer em ser um dependente, mas o faz porque isso lhe alivia uma dor da alma; da mesma forma, uma pessoa que vive da prostituição o faz para preencher uma dor emocional ou como forma de se vingar de alguém que lhe causou grande dano emocional.  O grande problema é que nem sempre essas razões ficam transparentes à sociedade, e por isso acabam condenando pessoas inocentes, muitas vezes.     “Você não presta, você nunca vai ser alguém na vida!”.  Certamente você já ouviu alguém dizer essa frase muitas vezes à uma criança, não e mesmo?  Isso é uma forma de lhe roubar as esperanças, que muitas vezes são mínimas, e quando essa criança acredita nessas palavras, a vaca vai pro brejo, e daí infelizmente vemos jovens perdidos pelo mundo, sem fé e sem esperança.

         Mas se você se encontra nessa situação, não se desespere, seu caso não está irremediavelmente perdido, ainda há uma saída para os seus problemas. 

Sião dizia: javé me abandonou.  O senhor me esqueceu.  Mas pode uma mãe se esquecer do seu nenê, pode ela deixar de ter amor pelo filho de suas entranhas?  Ainda que ela se esqueça, eu não me esquecerei de você.  Veja, eu tatuei você na palma de minha mão; suas muralhas estão sempre diante de mim.  Isaias 49, 13-17)

Meu caro amigo, Deus não se esqueceu de você, ele tem seu nome na palma de sua mão, se importa com você.  Não importa em que mundo você está vivendo, sua vida pode ter se tornado um inferno, você pode dar a volta por cima.  Deus quer lhe devolver a dignidade que lhe roubaram um dia.

         Que você tenha um bom dia na paz do Senhor.

 03/09/2015

CIDADÃO DO REINO

 

         O maior entre vocês deverá ser servo.  Pois todo aquele que a si mesmo se exaltar será humilhado, e todo aquele que a si mesmo se humilhar será exaltado.  Mateus 23:11, 12

Não refulge a verdadeira grandeza apenas nos campos de batalha.  Disto a vida de Marques Lisboa bem atesta: aparece resplandecente em mil e um quadros da vida em todos os dias.  No gesto delicado de um cavalheiro que acompanha uma tímida criança através de uma rua apinhada de trafego.  Na dedicação de uma enfermeira ao lado do leito de um doente.  No sacrifício anônimo de uma mãe que lava roupa para que o filho possa estudar medicina.  Na disposição de uma professora que gasta sua mocidade numa sala de aula para que a nova geração seja mais feliz.  No desassombro da sentinela que permanece no posto do dever quando outros debandaram.  Também está na dedicação de um missionário que separa uma parte do seu tempo para levar uma mensagem de paz e conforto a quem precisa.

         Não é a verdadeira grandeza medida pelo cargo ou posição que tantos ambicionam.  Grande não é necessariamente aquele que tem a seu serviço subalterno sem conta, mas aquele que ao maior numero serve.  Napoleão, exilado na ilha de Santa Helena, reconhece afinal a futilidade das conquistas baseadas na força.  Para o grande Corso desiludido com a fragilidade dos impérios misturados com sangue dos vencidos, não há figura maior na historia que a de Jesus Cristo.  E Cristo nunca empunhara uma espada, nunca comandara um exercito.  Entretanto, os que de bom grado ainda hoje dariam por Ele sua vida contam-se aos milhões.

         Por que a diferença?  Napoleão era possuído da ambição do mando, Cristo, do ideal do serviço.  “O Filho do homem”, disse, não veio para ser servido, e sim para servir e para dar sua vida em resgate de muitos.

         Não vai muito longe bastante, porém.  Mais que de energia moral o homem precisa de um novo coração.  Não basta reformá-lo e estimulá-lo com óleo canforado da filosofia moral.  É preciso regenerá-lo, isto é obra do Espírito de Deus.  Darei a vocês um coração novo e porei um espírito novo em vocês; tirarei de vocês o coração de pedra e lhes darei um coração de carne.  (Ezequiel 36:26)

         Que neste dia você possa renovar suas forças e sua fé no criador.  Que Deus te abençoe e te dê um bom dia na paz do senhor.

 

04/ 09/2015

HERÓI SEM MEDALHA

 

            Irmãos, não penso que eu mesmo já o tenha alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante, prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de  Deus em Cristo Jesus.  (Filipenses 3:13,14)

 

            Herói não é aquele que possui inúmeras medalhas, mas aquele que honra aquela que possui.  Se suas essências um dia irão se transformar em realidade, depende de um conjunto de fatores.  Entre eles destacamos os seguintes:

 

1) INICIATIVA

            O herói não precisa ser empurrado, de relance apanha a situação e age.  Não age com a precipitação atamancada do inexperiente, pesa as dificuldades da situação, mas não se perde em reflexões inanes.  Com ele o raciocínio é o estopim que deflagra a bomba da ação calculada.  Está habilitado a traduzir o pensamento em ação.  Enquanto os tímidos fazem do pensamento um substituto inepto da atividade criadora e salvadora, o herói vê na emergência um convite à ação pronta e resoluta.

            Quantos sonhos dourados nunca se concretizaram por falta de iniciativa!  Quantas resoluções nobres não morreram num peito juvenil à míngua de uma vontade férrea que as executasse!  Quantos gestos heróicos esboçaram-se na imaginação ardorosa de muito moço sem que o mundo deles auferisse o menor proveito!

Como os heróis truanescos de Cervantes, partem muitos à conquista de castelos imaginários, enquanto as tarefas da vida real jazem por fazer.

            A falta de iniciativa é uma doença da personalidade.  Sua origem remonta muitas vezes a uma infância superprotegida.  Pais solícitos e ignorantes, embora bem intencionados, rodeiam as crianças de um circulo impenetrável de segurança, dentro do qual se etiolam as qualidades positivas do caráter.  Resolvendo os seus problemas todos, os pais privam os filhos da maior alegria, qual seja a de enfrentar e resolver situações novas por conta própria.  Freia-se a iniciativa e o impulso criador.  Formam-se adolescentes tímidos cuja imaginação nunca foi disciplinada e excitada pelos riscos da vida real.

 

02 – DESTEMOR

            A única vida digna de ser vivida é a vida aventurosa.  A característica predominante desta vida é o destemor.  Quem vive no plano da aventura não teme o que os outros pensam dele.  Como Colombo, ousa não somente firmar sua crença, mas vivê-la em face das opiniões contrarias.  E não condiciona seus passos e seus objetivos aos passos e objetivos do vizinho; não teme sonhar sonhos que não tenham sentido pratico; pensa por si, lê seus próprios livros, cultiva seus próprios entretenimentos; governa-se pela sua própria consciência.

            O perigo que a outros acovarda incita o destemido.  Não que tenha superado o instinto de conservação própria, mas porque entrevê no perigo a promessa de uma aventura no domínio do desconhecido.  Sabe se por experiência que o perigo é matéria de interpretação individual.  Aquilo que ao tímido se afigura ameaçador, é para ele um repto amigo, um repto que mobiliza o melhor de suas energias.

            Caminhos batidos são para homens batidos, o destemido sente a facinação dos mares nunca dantes navegados e dos sertões nunca dantes desbravados.  Lutar, procurar, talvez achar, mas nunca ceder – eis a meta dos destemidos.

 

03 – RECURSOS FISICOS E ESPIRITUAIS

            É difícil imaginar um herói de faces macilentas, ombros caídos e peito encorvado.  A mais indômita força de vontade baqueia quando não apoiada por um físico sadio.

O corpo é a alavanca do espírito, ou melhor, o corpo e o espírito são dois aspectos do mesmo ser, o homem integral.  A qualidade dos pensamentos e da vontade está em estrita dependência da qualidade dos humores e tecidos.  A qualidade dos humores e tecidos depende por sua vez de fatores hereditários e ambientais.  Sobre os primeiros o individuo não pode influir a não ser com referencia às gerações futuras pelas praticas eugênicas.  dentro dos limites imposto por questões econômicas pode o individuo atuar sobre os fatores ambientais.  Pode o individuo atuar sobre os fatores da alimentação saudável, da higiene corporal, dos exercícios ffisicos, da temperança, dos hábitos de pureza, etc. Temos nesse sentido muito a aprender com os atletas e celebridades que, nas olimpíadas brilham, pois o fazem a custa de severa disciplina pessoal.

 

04 – DESPRENDIMENTO

            O esquecimento de si mesmo é outra característica do verdadeiro herói.  Para o herói a vida e o bem estar do próximo se lhe afiguram mais importantes do que sua vida e seu bem estar.  Galantemente derrama seu sangue para que outros possam viver.

Temos o grande exemplo de João Batista, aquele profeta que viera pregar o Reino às multidões que acorriam ao Jordão, e que vendo o Rei, exclamou: Eis o Cordeiro de Deus...  É necessário que eu diminua e que Ele cresça.

            Nada de exaltação própria, João Batista, a exemplo de seu Mestre, viera não para ser servido, mas para servir.  Na contemplação profética da obra redentora do Messias, em meio do silencio e das asperezas do deserto inóspito, aprendera a gloria do desprendimento, do esquecimento de si mesmo.  E no conceito do próprio Cristo não houve ninguém maior que João Batista.

 

05 – SENSO DO DEVER

            A palavra de Deus nos convida a anunciar a Boa Nova aos necessitados.  Estamos nós dispostos a esse ato heróico de falar de Deus ao mundo perdido nas trevas do erro?

Levante-se, refulja! Porque chegou a sua luz, e a glória do Senhor raia sobre você.  Olhe! A escuridão cobre a terra, dessas trevas envolvem os povos, mas sobre você raia o Senhor, e sobre você se vê a sua glória.  As nações virão à sua luz e os reis ao fulgor do sua alvorecer. "Olhe ao redor, e veja: Todos se reúnem e vêm a você; de longe vêm os seus filhos, e as suas filhas vêm carregadas nos braços.  Isaías 60:1-4

            Que você tenha um bom dia na paz do Senhor.

 

05/09/2015

UM GRANDE HOMEM

Ruben, você é meu primogênito, minha força, o primeiro sinal do meu vigor, superior em honra, superior em poder. Turbulento como as águas, já não será superior, porque você subiu à cama de seu pai, ao meu leito, e o desonrou. Gênesis 49:3,4
Sua vida é inconstante, uma hora ta na bênção, outra hora está em pecado. É o servo que sabe o valor da obra, mas não vigia. Ruben não queria ferir a José, seu irmão, mas o abandonou no poço e seus irmãos o venderam. Vemos na vida de Ruben um enorme potencial não aproveitado, de virtudes não praticadas, de grandeza tão próxima, mas não alcançada. Nesta passagem temos algumas indicações que mostram um fracasso deste homem que poderia ser um grande líder, mas deixou escapar essa chance.
Não é muito diferente em nossos dias, muitos jovens deixam de realizar um sonho tão importante muitas vezes por falta de determinação; por serem irresolutos, por não saberem o que querem da vida.
Tantas são as resoluções que jamais passaram do ideal para o real, que muitos são inclinados a desprezar sua utilidade. Preferem não mais tomar decisões.
PORQUE FALHAM TANTAS DECISÕES?
01) Falham quando não resultam em ação pronta. O jovem que decide mudar de vida, abandonar seus vícios e deixa isso pra depois, está condenando sua decisão ao fracasso, pois o conteúdo energético de uma decisão se gasta rapidamente. Quanto maior for o intervalo entre sua decisão e sua realização, MENOR será a chance de êxito.
02) Falham quando secretamente acariciamos o desejo contrario. Podemos enganar a nós mesmos com a sinceridade de nossos propósitos, mas não enganamos os protagonistas do drama que se desenvolvem na nossa consciência. De dois desejos rivais, prevalece aquele que melhor reflete nossos pendores distintivos, e particularmente, aquele que obedece à lei do menor esforço. Jesus, conhecendo os seus pensamentos, disse-lhes: "Todo reino dividido contra si mesmo será arruinado, e toda cidade ou casa dividida contra si mesma não subsistirá. Mateus 12:25
03) Falham muitas decisões porque são tomadas com excessiva confiança própria, sem levar em consideração o auxilio divino. Tudo posso NAQUELE QUE ME FORTALECE. Filipenses 4:13
Que possamos hoje fazer em nossa vida uma mudança, e começarmos a ser mais resolutos, confiando no poder daquele que nos criou.
Que você tenha um bom dia na paz do senhor.

 

06/09/15

A GRANDE CONQUISTA

 

Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e DOMÍNIO PRÓPRIO. Contra essas coisas não há lei.  Gálatas 5:22,23

 

         A maior conquista que alguém possa desfrutar é a conquista de si mesmo.  Isso exige muita coragem e determinação.

Nenhum homem é tão livre que se possa dominar.  Aquele que é escravo de suas paixões e instintos, nega por si mesmo sua liberdade.  Não é livre nem de fato, nem de direito.  Submetendo-se ao domínio da natureza inferior, abdica sua realeza e sua filiação divina.

         Ninguém melhor que Sansão ilustra a simples verdade de que aquele que é dominado por suas paixões é homem fraco.  Vejamos as sete proezas dele:

1 – O estrangulamento do leão à mão desarmada.

02 – O massacre de trinta homens em Asquelão

03 – A queima dos campos dos filisteus com o auxilio de trezentas raposas

04 – O segundo massacre dos filisteus

05 – A matança de mil homens com uma queixada de jumento

06 – A remoção dos portões de Gaza

07 – a derrubada do templo de Dagom

         Entre a sexta e a sétima proezas vem à trágica historia de sua traição por Dalila.  Foi uma terrível tragédia para um homem como Sansão ser subitamente reduzido a escravo de seus piores inimigos, preso com cadeias de bronze e forçado a moer no cárcere como um animal de carga.  A queda final foi realmente súbita, mas os passos que levaram até ela foram graduais e abrangem toda uma vida.  É a historia, tantas vezes repetida, de alguém que jamais alcançou domínio próprio e por isto não pode reter permanentemente domínio sobre seus inimigos.  Sansão nunca se sujeitou à disciplina própria, e por isso teve de ser disciplinado pelas circunstancias.  Com razão dizem as Escrituras que melhor é o que governa seu espírito do que o que toma uma cidade.  Foi sansão um escravo de suas paixões, e como escravo morreu.  Cada qual lavra os termos de sua própria sentença, nada há de arbitrário neste universo de Deus.  A liberdade não é um direito inalienável, mas um merecimento.  Aquele que a desprezam, perdem-na irremediavelmente.

         Comentando a vida de Sansão, temos a seguinte conclusão:

Ele era um homem fisicamente forte, mas no domínio de si mesmo, na integridade e firmeza foi o mais fraco.  Muitos tomam erradamente as paixões fortes como caráter forte, mas a verdade é que aquele que é dominado por suas paixões é homem fraco.

Sansão acabou caindo nas mãos do inimigo porque nunca caiu em sim mesmo.  Dominou o leão no caminho de Timnata, mas nunca dominou o próprio EU.  Gostava de propor enigmas, mas só tarde resolveu o enigma de sua vida.  Fixou o olhar no brilho ofusco e uma falsa Dalila, e acabou cego.  Buscou a liberdade falsa, e terminou sua vida como escravo.  Não quis trilhar a senda da retidão, e findou dando voltas e mais voltas empurrando a moenda do cárcere.  Incendiou com o auxilio de raposas as searas do inimigo, mas permitiu que as raposinhas do vício destruíssem sua própria vinha.  Carregou os portões de Gaza nos ombros, mas foi esmagado pelos pecados de Gaza.  Brincava de ser amarrado, e amarrado ficou.  Gostava de folia, e seu penúltimo ato foi servir de palhaço perante seus algozes.

Felizmente arrependeu-se na undécima hora e procurou redimir uma vida fracassada com um ultimo arroubo de esforço e fé.  Venceu, mas quão mais gloriosa teria sido sua carreira se tivesse aceitado a diretriz divina para sua vida.

         Quantas pessoas em nossos dias, quantos jovens perdem sua liberdade por não terem domínio sobre seus desejos e sobre suas paixões!  Acabam escravos do vicio muitas vezes.

         Que você possa fazer o contrario de Sansão, começando a dominar a si mesmo a partir de hoje, se ainda não o fez em sua vida.

Que Deus te abençoe e te guarde sempre.  Um bom dia pra você na paz do senhor!

 

07/09/2015

CONQUISTANDO A DIGNIDADE

 

         O Senhor disse a Gideão: "Com os trezentos homens que lamberam a água livrarei vocês e entregarei os midianitas em suas mãos. Mande para casa todos os outros homens".  (Juízes 7:7)

         Talvez você não conheça a historia desse personagem bíblico que, com sua audácia libertou Israel das mãos dos Midianitas, que eram um povo inimigo do povo de Deus.  Gideão era um missionário como muitos de nós hoje em dia, que somos chamados a anunciar o nome de Jesus Cristo e muitas vezes temos medo do que enfrentaremos; medo de sermos rejeitados, de não sermos ouvidos e muitos outros medos nos impedem de sermos verdadeiros missionários de Deus, mas esse homem não temeu nada disso.   Ouviu o chamado, juntou seus homens de guerra e partiu, mas o Senhor mandou que ele selecionasse apenas aqueles que fossem verdadeiros guerreiros, e para sua surpresa de trinta mil homens, sobraram apenas trezentos, mas Deus lhe enviou com apenas esses homens.  Teria coragem de ser você um desses trezentos?

         Muitos são chamados, mas poucos são escolhidos (Mateus 22:14), disse Jesus certa ocasião aos seus seguidores, e infelizmente essa é a dura realidade em nossos dias.  Crianças são formadas sem a mínima consciência do que é AUDÁCIA, coragem e acabam se formando jovens indispostos ao trabalho árduo de anunciar Jesus ao mundo.  O que temos são indivíduos medrosos, acomodados e pior de tudo, FRIOS.

É lamentável isso, pois nosso salvador deu a sua vida de braços abertos na rude cruz, e nós, o que estamos fazendo por ele hoje?  Está você disposto a gastar alguns minutos do seu tempo para levar uma palavra de paz e conforto a quem dela precisa?  Combati o bom combate, terminei a corrida, guardei a fé.  Agora me está reservada a coroa da justiça, que o Senhor, justo Juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amam a sua vinda.  (2 Timóteo 4:7,8)

Você terá coragem de, assim como o apostolo Paulo dizer COMBATI O BOM COMBATE quando chegar seu momento de prestar contas ao criador de tudo o que fez nesta vida?

Que Deus te abençoe, te proteja e que o Espírito Santo te ilumine para que possas pensar melhor no rumo que está caminhando sua vida.

Tenha um bom dia na paz do Senhor!

        08/09/2015

PEQUENO, MAS IMPORTANTE

 

Porque qualquer que guardar toda a lei, e tropeçar em um só ponto, tornou-se culpado de todos. Tiago 2:10

         Vivemos num universo em que a importância das coisas não pode ser calculada pelo tamanho. O divino Artífice parece ter posto tanto esmero na criação de um sistema planetário como na criação de um átomo infinitesimal. A perfeição e beleza de um floco de neve não são menos maravilhosas que a grandiosidade radiante de uma estrela. E se adotarmos o ponto de vista das escrituras, concluiremos que um ser humano destaca mais no esquema universal do que uma estrela de primeira grandeza, e que um pequeno gesto de amor é mais significativo do que uma explosão de uma nova. Eu lhes digo a verdade: Quem lhes der um copo de água em meu nome, por vocês pertencerem a Cristo, de modo nenhum perderá a sua recompensa. Marcos 9:41

         O criador, em sua infinita sabedoria, deixou-nos algumas regras para que vivêssemos em paz uns com os outros, e sua desobediência causa sérias conseqüências. A essas regras chamamos de MANDAMENTOS, e estão na sua palavra OS DEZ MANDAMENTOS.

Segundo Jesus, no sermão da montanha, deixa bem claro que a transgressão de apenas um desses mandamentos terá consquencias eternas. Não há pecado insignificante, todo deslize moral afeta a relação entre os homens e seu criador, e deixa uma mancha no seu caráter. O homem vê o fato consumado, um punhal, morte, derramamento de sangue; mas Deus discerne os intentos da alma. Abrigar no coração ódio ao próximo, já constitui violação do mandamento que diz NÃO MATARÁS. Vamos fazer uma analise dos mandamentos:

         Colocando a sua vontade acima da vontade de Deus, você transgride o primeiro mandamento que diz NÃO TERÁS OUTROS DEUSES DIANTE DE MIM. Interpretando o conhecimento como um supremo bem, se faz da sabedoria um ídolo, e passa se a adorar outros deuses, violando o segundo mandamento, que diz para não adorar outros deuses. Em seguida se passa a confiar em si mesmo, e a usar o nome de deus para justificar coisas erradas, usando o NOME DE DEUS EM VÃO.

         Daí por diante tudo começa a caminhar por um lado obscuro e longe dos caminhos do criador. Portanto, faça você mesmo uma analise de como estás observando a lei de Deus, que é A LEI DA LIBERDADE, e viverás em paz consigo mesmo, com Deus e com os outros. Somente assim verás que apesar de ser tão pequeno, és muito importante aos olhos do criador.

         Que você tenha um bom dia na paz do senhor.

 

09/09/2015

SOU AINDA JOVEM

 

Disse Jesus: "A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou e concluir a sua obra.  (João 4:34)

Qual a sua idade?  20 anos, 30, 40. 80?  Não importa qual a sua idade, você pode ser um jovem aos 18 anos ou aos 80 anos, ao mesmo tempo em que pode ser velho aos 15 anos, pois o que conta não é o numero de anos vividos, e sim os seus sonhos a serem conquistados.  Uma pessoa somente envelhece quando nela os lamentos substituem os sonhos.

Quem não admira a sabedoria de Jesus, que ainda na adolescência debatia no templo com os doutores da lei?  (Depois de três dias o encontraram no templo, sentado entre os mestres, ouvindo-os e fazendo-lhes perguntas. Todos os que o ouviam ficavam maravilhados com o seu entendimento e com as suas respostas.  (Lucas 2:46,47))  Quem não admira o caráter de Samuel, que ainda menino já ministrava no templo sob a direção de Eli, o sacerdote?  (O menino Samuel ministrava perante o Senhor, sob a direção de Eli;  1 Samuel 3:1)

É lamentável ver que em nossos dias, jovens  que poderiam estar fazendo muito pela sociedade, estão gastando sua juventude em coisas banais, como uso de drogas, prostituição e outras coisas.  Quem são os culpados?

Seria muito fácil espinafrar esses jovens, mas eles não são os únicos culpados, pois certamente não receberam uma dose suficiente de educação e cultura na sua infância.  Também não adianta espinafrar as famílias que não educaram de forma correta esses jovens, pois elas também tem seus motivos para tal.  O QUE FAZER ENTÃO?  TUDO IRREMEDIAVELMENTE PERDIDO?  Claro que não, ainda existe uma saída: se cada pessoa começar a fazer sua parte, muita coisa pode mudar. Se cada um começar a pensar no seu próximo, ensinar seu irmão, seu amigo ou seja quem for a viver uma vida digna, certamente muitos se converterão.  Se tivéssemos mais mães como foi Maria e mais pais como foi José, teríamos mais filhos como foi JESUS, e a realidade seria outra.

         Está você disposto a começar uma mudança radical em sua vida hoje?  Estás disposto a começar a pregar uma mudança de caráter?  Não importa a sua idade, Deus está te chamando para uma missão muito importante e urgente.

         Que você tenha um bom dia na paz do senhor.

10/09/2015

O SEGREDO DA VITORIA

 

Saiba disto: nos últimos dias sobrevirão tempos terríveis.
Os homens serão egoístas, avarentos, presunçosos, arrogantes, blasfemos, desobedientes aos pais, ingratos, ímpios, sem amor pela família, irreconciliáveis, caluniadores, sem domínio próprio, cruéis, inimigos do bem, traidores, precipitados, soberbos, mais amantes dos prazeres do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando o seu poder. Afastem-se também destes.  (
2 Timóteo 3:1-5)

É assustador ler essa mensagem do apostolo Paulo, a qual se refere aos ULTIMOS DIAS, não é mesmo?  Muitos ficam horrorizados ao lê-la, enquanto outros apenas se conformam acreditando que estamos no fim do mundo.  E você, como a interpreta?

Fim do mundo ou não, devemos ter em mente que enquanto há vida, há esperança, e não devemos nos acomodar pensando que tudo é normal.  Se o mundo está ruim de viver, a culpa é do ser humano que nada faz para que seja melhor.  De nada adianta você lamentar e ficar de braços cruzados.  É preciso AGIR, provocar mudança, moldar caráter, foi isso que Paulo quis dizer aos cristãos do seu tempo, mas vale para nós hoje também.

Mas aquele que perseverar até o fim será salvo.  (Mateus 24:13).  E essas palavras de Jesus não te causam impacto também?  PERSEVERAR, essa deve ser a meta de cada jovem, de cada pessoa que deseja ver um mundo melhor para viver.  Está você disposto a perseverar até o fim?  Está disposto a tomar novo rumo para sua vida e a levar essa mensagem adiante?

         Que Deus te abençoe e te dê um bom dia!

 

11/09/2015 

LIVRE PARA VOAR

 

E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.  (João 8:32)

         - Papai, quando serei bastante velho para fazer o que me convém? – perguntou um adolescente que alvejava escapar das restrições paternas.  A resposta do pai foi: “não sei filho, ninguém ainda não viveu tanto tempo assim”.

Essa historia mostra de modo ingênuo, o sentido que muita gente, não somente jovens fazem da liberdade.  Interpretam-na não como é na realidade, a ausência de restrições impostas por vontade alheia, mas com a ausência de toda restrições.  Liberdade sem limitação não seria liberdade, mas anarquia suicida.  “A liberdade precisa ser limitada para ser possuída”, dizia Edmund Burke.

         Infelizmente, muitos hoje em dia, principalmente jovens fazem mal uso da liberdade que possuem, gastam suas vidas de forma tão incorreta que acabam destruindo a própria vida e a daqueles que os cercam.  Temos um importe relato bíblico que ilustra bem o que acontece em nossos dias.  Certamente você conhece a parábola do filho prodigo, contada por Jesus, não é mesmo?  Se ainda não conhece, pode lê-la em Lucas 15, 11-32.

O filho da parábola, primeiro ele pede ao pai tudo o que lhe pertence, depois abandona a casa paterna e vai viver como desejava, “livre, leve e solto”, e é justamente isso que muitos jovens em nossos dias querem, mas chega o momento em que esse filho acaba na lama.  Depois de gastar tudo o que tinha, vem o arrependimento: “Caindo em si, ele disse: ‘Quantos empregados de meu pai têm comida de sobra, e eu aqui, morrendo de fome! (Lucas 15:17)”

         CAIR EM SI é o que infelizmente muitas vezes acontece TARDE DEMAIS para alguns que um dia deixaram a “casa do pai” para viver uma vida sem regras.  Muitos vão cair em si depois que perderam completamente sua liberdade atrás das grades de uma prisão, outros quando perderam sua liberdade completamente no leito de um hospital com uma doença incurável, outros quando perderam sua família e tudo o que tinha, e assim por diante.

         Muitos pais poderiam ser responsabilizados por não cultivarem em seus filhos um caráter digno, mas ao mesmo tempo podemos dizer que esses filhos também têm LIBERDADE DE ESCOLHA, e podem mudar o rumo de suas vidas.  Não é porque você não recebeu uma educação de qualidade que precisa ser um bandido, um marginal, existe muitas formas de dar a volta por cima e moldar seu próprio caráter.   A DECISÃO É SUA.

         Que você possa CAIR EM SI hoje, pois amanhã poderá ser TARDE DEMAIS e a vaca já pode ter ido para o brejo.

         Que você tenha um bom dia na paz do senhor!

 

12/09/2015

HONESTIDADE

 

         Assim, o deixou aos cuidados de José tudo o que tinha, e não se preocupava com coisa alguma, exceto com sua própria comida. José era atraente e de boa aparência, e, depois de certo tempo, a mulher do seu senhor começou a cobiçá-lo e o convidou: "Venha, deite-se comigo!” Mas ele se recusou e lhe disse: "Meu senhor não se preocupa com coisa alguma de sua casa, e tudo o que tem deixou aos meus cuidados.
Ninguém desta casa está acima de mim. Ele nada me negou, a não ser a senhora, porque é a mulher dele. Como poderia eu, então, cometer algo tão perverso e pecar contra Deus?  Gênesis 39:6-9

         Numa época em que os valores morais são espezinhados com o cinismo mais deslavado, é preciso reacender no coração da juventude a chama sagrada da honestidade que aureolavam tantos de nossos antepassados.  É invejável a honestidade de José, que na escravidão do Egito, permaneceu fiel aos seus princípios quando poderia ter caído na tentação de se deitar com a mulher do seu senhor.  “Ninguém está vendo”, é o que muitos pensam quando cometem algo errado, e com isso acabam cometendo barbaridades que levam a sociedade ao fracasso.

         Certamente você já ouviu muitos reclamarem da desonestidade na área política do nosso país, ou você mesmo já fez isso, mas é bom lembrar que EDUCAÇÃO VEM DO BERÇO.  É preciso que todos se empenhem em formar um caráter digno nos nossos jovens para que tenhamos uma sociedade mais justa no futuro.  Se você pensa como aqueles que acham que não tem nada com isso, está contribuindo para o fracasso da nossa sociedade.  Não adianta reclamar, tem que agir.

         Comece hoje essa batalha pela reforma de caráter em sua casa e a leve a todos.  Mostre que você quer um mundo melhor para seus filhos, para seus irmãos do futuro.  Deus está te chamando para essa batalha.

         Que você tenha um bom dia na paz do senhor!

 

13/09/2015

CAMINHANDO A SEGUNDA MILHA

 

Se alguém o forçar a caminhar com ele uma milha, vá com ele duas.
(Mateus 5:41)

Ninguém gosta de fazer as coisas por obrigação. Dá a impressão de que nos estamos a submeter a um pedido despropositado e a ser inferiorizados. Acredito que, sem ser no momento de combate, em nenhum outro momento o soldado romano era mais odiado do que quando recrutava um civil para carregar suas armas e equipamento. Mas Jesus não limitou a questão ao soldado romano: Ele foi claro para todos: “Se alguém te forçar a caminhar com ele uma milha, vai com ele duas.”

Uma das características do verdadeiro cristianismo é produzir homens e mulheres da segunda milha. E o importante é: como caminhar a segunda milha. Tenho que andar nela com alegria, com entusiasmo, sem ressentimento e sem reclamação.

Isto quer dizer que, olhando para a igreja de hoje, ser cristão não custa. Manter-se cristão e trabalhar para Cristo é que é complicado. Portanto aqueles que querem ser verdadeiros cristãos são estes, os da 2º milha.

Na primeira milha, encontram-se pessoas que chegam há horas e saem há horas.

Na segunda milha encontram-se pessoas que chegam antes e saem depois.

Na primeira milha, podemos ver pessoas que fazem até 95% do trabalho. O essencial. 

Na segunda milha, encontram-se as pessoas que vão dos 95% aos 100%.

Na primeira milha, encontram-se pessoas que inventam qualquer motivo para se ausentarem do trabalho ou que arranjam desculpas para não fazer nada ou ausentarem-se ao chamado.

Na segunda, encontra-se gente disposta a dar mais energia do que se espera e até a se sacrificar por um trabalho, por uma tarefa

A primeira milha está sempre cheia, congestionada. Apinhada de gente. Os que viajam nela são os que perguntam: “Como é que eu posso fazer o mínimo e, mesmo assim, sobreviver?” Portanto os que andam na primeira milha são os chamadosVULGARES.

Na segunda milha estão os que se dedicam, os que estão sempre dispostos a trabalhar para o Senhor. Os que têm prazer em ser úteis para a causa, a Sua causa.

Somos chamados a andar a segunda milha mesmo quando a mesa está abarrotada de trabalho e os outros chegam fora de horas. Quando vem um pedido no fim do dia e estamos  cheios de trabalho acumulado. Quando nos passam uma carga extra de trabalho de outra pessoa que é “folgada” e preguiçosa. Andar a segunda milha é quando fazemos mais do que nos estão a pedir. Até mesmo quando nos pedem para fazermos uma coisa de que não gostamos, ou que seja desinteressante.

Que você tenha um bom dia na paz do senhor, e que sejas um homem ou mulher da segunda milha.

 

14/09/2015

PECADORES PERFEITOS

 

Portanto, sejam perfeitos como perfeito é o Pai celestial de vocês
Mateus 5:48

Parece nos estranho essa ordem de Jesus, pois sempre aprendemos que somos imperfeitos, pecadores e agora Ele nos manda ser perfeitos como nosso Pai celeste.  O que Ele queria dizer com isso?

Muitas vezes corremos o risco de nos acomodar diante de um erro ou de uma falha, nos justificando quando dizemos que somos imperfeitos ou que o erro é humano.  Realmente o erro é humano, realmente somos imperfeitos e pecadores, mas vamos ver o que Paulo nos fala em suas cartas:

         Portanto, se alguém está em Cristo, é nova criação. As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas!  2 Coríntios 5:17.  Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo no corpo, vivo-a pela fé no filho de Deus, que me amou e se entregou por mim.  Gálatas 2:20.

Nestas passagens fica bem claro o assunto, pois se estás em Cristo és nova criatura, ou seja, o homem velho morreu e surgiu um homem novo.  Já não sou eu quem vive, diz Paulo, e você, já morreu para o pecado e renasceu para Cristo?  Entregue sua vida a Ele hoje, amanhã poderá ser tarde demais.

         Tenha um bom dia na paz do Senhor e uma abençoada semana.

 

15/09/2015

DESVIOS

(Paráfrase de COLUNAS DO CARÁTER, pág. 179 a 186)

Nada mais desagradável ao motorista que desliza velozmente ao longo de uma bela estrada pavimentada do que deparar de repente à sua frente uma tabuleta com uma faixa indicando: DESVIO.  O primeiro impulso, particularmente se a estrada a frente é convidativa, é ignorar o aviso e prosseguir em linha reta.  Desprezar a advertência, porém, significa convidar o desastre: encalhar o carro num atoleiro ou precipitá-lo dentro de um rio; foi o que aconteceu a um motorista ousado, certa feita.  Com o bom senso embotado talvez pelo álcool, disparou o carro em flagrante desrespeito ao aviso de DESVIO, que lhe pareceu descabido, visto a estrada estar aparentemente em ordem.  O resultado foi encontrar a morte no fundo de um rio, pois não havia mais ponte naquela localidade.

                Na senda da vida também há desvios, com a diferença, porém, de que não há letreiros tão visíveis como os que se encontram nas rodovias.  A sabedoria consiste em reconhecê-los, não obstante, pois “há caminhos que, ao homem parece direito, mas o seu fim são os caminhos da morte”. (provérbios 14,12)

                Há duas sortes de desvios: uns colocados por Deus mesmo, outros inventados por nós.  Nada temos a recear quanto aos primeiros.  Aquele que vê desde o principio, bem sabe quantas vezes seus filhos precisam ser desviados de uma senda que não é boa, cujo fim é o lodaçal do pecado ou o despenhadeiro da derrota.

                Tomemos o caso de José, o filho predileto do patriarca Jacó.  É certo que aos 17 anos, José, apoiado por seu pai atencioso, tinha traçado um atraente plano de vida em Canaã.  Provavelmente aos vinte casar-se-ia com uma prima encantadora, a exemplo de seu pai e de seu avô.  Construiria seu lar, tornar-se-ia um fazendeiro prospero e respeitado; seria um soberano, enfim, cujo conselho seria procurado por grandes e pequenos, um leal servidor do Deus de Abraão e Isaque.

                Mas o senhor tinha em vista uma missão muito mais relevante para José.  Para que dela bem se desincumbisse, era preciso educá-lo adequadamente.  Era preciso removê-lo do ambiente protegido do lar e submetê-lo a circunstancias que enrijecem a fibra de um homem.

Como em tantas outras ocasiões, Deus converteria a ira dos homens, neste caso a inveja de seus irmãos, em instrumento para execução de seu propósito de qualificar a José para se tornar o “Salvador do mundo”.  Os treze longos anos de provas que se seguiram constituíram um penoso desvio, aparentemente cruel e sem justificativa. 

Não foram, porém, inúteis.  O tempo de preparo geralmente proporcional à importância da tarefa a ser executada.

                Desce ao fundo de uma cisterna, ali lançado pelos irmãos combinados para tornar irrealizáveis os sonhos de sua juventude.  Desce depois ao Egito com uma caravana de midianitas.  É vendido como escravo a Potifar.  Desce ainda a uma triste prisão, sob as acusações falsas.  E porque desceu ao fundo do sofrimento humano, subiu depois ao posto de primeiro ministro do Egito, tornando-se um tipo daquele que desceu até o inferno para ser exaltado soberanamente, recebendo um nome que é acima de todo nome.  E porque sofreu vitoriosamente, José foi qualificado para simpatizar-se com milhões de sofredores.  Embora de origem humilde, não se embriagou com o poder, nem empunhou o cetro de um tirano.

                Desvio ainda mais longo foi aquele que ocorreu na vida de Moises.  Aos quarenta anos julgava-se preparado para a grande tarefa de libertador.  Não possuía toda ciência dos egípcios?  Não fora educado na arte militar da maior potencia do mudo de então?  Por que esperar mais?

                Se treze anos foram necessários para qualificar um primeiro ministro, quarenta anos não seria demais para capacitar Moises para a tarefa penosa de libertar uma nação de escravos que gemia sob a opressão dos faraós e organizá-la numa teocracia modelar?  Para esta incumbência extraordinária a sabedoria adquirida na corte egípcia era insuficiente.  A providência divina removeu, pois, Moises do Egito para o deserto, como antes removera José de Canaã para o Egito.  Num longo desvio que o levou até as tendas do midianita Jetro e de lá ao sopé do Sinai, Moises teve seu caráter retemperado na forja das aflições, até que sua índole violenta fosse disciplinada e ele se tornasse o homem mais manso da terra.

                Outro homem que conheceu o significado de desvios determinado por Deus foi o apostolo Paulo.  Educado como fora aos pés de Gamaliel, o maior mestre do judaísmo, era de se imaginar que uma vez convertido ao cristianismo logo se dedicasse a missão de pregar as boas novas de um salvador morto, ressurreto e prestes a voltar.  Mas não; Paulo, o fariseu, com seus preconceitos rabínicos, não estavam qualificados para empreender de imediato o grande trabalho de sua vida.  Ele o reconhece e se retira durante três anos para a Arábia, a fim estudar a missão de Cristo à luz dos ensinamentos do velho testamento.  Do resultado proveitoso deste retiro dá testemunho seu apostolado eficaz, que o leva a semear igrejas desde Antioquia até corinto.

                Num segundo desvio, Paulo passa dois anos numa prisão em Cesaréia e logo depois, visto ter apelado a Cesar, é transferido para Roma onde passa alguns anos detido em casa, algemado a um soldado da guarda pretoriana.  Mas esses desvios que aparentam um terrível desperdício de tempo no ministério tão frutífero de Paulo, foram na realidade uma grande benção para a igreja cristã.  Sem eles não teríamos algumas das maravilhosas cartas que depois dos evangelhos representam a maior riqueza da igreja.  Paulo teve sua ação limitada no espaço, para que sua influencia fosse ilimitada no tempo.  Benditos desvios que deram ao incansável apostolo oportunidade de perpetuar em escritos eternos sua luminosa compreensão do plano da redenção.

                Cuidado, porém, com os desvios de escolha própria. Em tais casos o desvio representa um caminho mais longo que tomamos pra contornar as dificuldades do caminho mais curto.  Voltar às costas a uma dificuldade não resolve, porém.

                A razão suficiente freqüente porque alguns se desviam da linha reta que Deus traçou para sua vida é o temor.  Foi o caso de Elias, que fugiu diante de Jezabel.  Parece incrível que um profeta da fibra de Elias, que sozinho enfrentara a crise religiosa gerada pelo culto de Baal no seio da nação israelita, fosse fugir diante da ameaça da rainha Jezabel.  Mas Elia, no dizer de Tiago era homem sujeito às mesmas fraquezas que o comum dos mortais, e num momento de pânico temeu pela própria vida.  Como resultado embrenhou-se por um longo desvio que o levou até o monte Horebe onde Deus procurou insuflar-lhe novo animo.

                Que faz aqui Elias? Foi à pergunta que fez o Senhor ao profeta deprimido e desencorajado.  Foi-lhe dada uma nova visão de suas responsabilidades e foi-lhe apontado o caminho de regresso ao posto de dever.

Aquele que ordenou a Elias voltar estaria com ele para fortalecê-lo e guardar.  Elias não devia terminar seus dias num desvio obscuro.  A senda do dever embora espinhosa, se trilhada impavidamente, o levaria a uma estrada gloriosa no reino de Deus.

                Com Jonas, a razão do desvio foi o orgulho nacionalista.  Incumbido de pregar o arrependimento em Nínive, a orgulhosa capital da única nação que podia privar a expansão do reino de Israel naquela época, o profeta sentiu o sangue ferver-lhe nas veias e insurgir-se contra a ordem divina.  Pregar o arrependimento, quando no intimo ele desejava a destruição incontinente dos assírios, era demais para Jonas.  Buscaria na fuga escape de uma responsabilidade que lhe era tão penosa.  Desceu a jope, o porto mais próximo.  Desceu depois para dentro de um navio que rumava para tarsis.  No meio de uma tempestade que ameaçava fazer soçobrar o barco, desceu ainda ao porão do navio, indiferente ao perigo que a todos alarmava.  Desceu finalmente ao fundo do mar, porque só pode descer aquele que se afasta da diretriz divina para sua vida.

                A relutância de Jonas em cumprir o dever de ir a Nínive era também causada pela antecipação da perda de prestigio que sofreria caso a profecia da subversão de Nínive não se realizasse.  Preocupava-o mais o prestigio pessoal do que a salvação de seus semelhantes.  O mesmo orgulho tem arrastado a outros por longos desvios, que não só acarreta atraso no programa divino como desapontamento para eles próprios.

                O apego ao pecado é provavelmente a razão mais comum porque jovens abandonam a estrada retilínea que conduz a gloria e se refugiam por desvios cujo fim é os caminhos da morte.

                Joaquim subira ao trono de Judá aos dezoito anos.  Nuvens pesadas escureciam o futuro de sua pátria.  A independência política de Jerusalém estava em jogo ante a ameaça crescente dos caldeus.  À hora exigia um rei que se colocasse sem reservas ao lado de Deus e do direito.  Por que não Joaquim?  De absoluta fidelidade aos princípios da lei de Deus dependia a segurança nacional.  O momento era grave, mas não irremediável.  Joaquim era moço, mas não demasiado moço para erguer-se qual outro Davi diante de um novo Golias.  Nem todos os exércitos de Babilônia poderiam julgar uma nação que tivesse Deus a seu favor.

                Muito dependia de Joaquim.  Daria ele o exemplo de uma genuína reconsagração ao Deus de seus pais?  Romperia ele com a idolatria pagã que asfixiava a alma da nação?  Não, infelizmente não.  Dele é dito sentenciosamente que fez o que parecia mal aos olhos do senhor.  O apego ao pecado era demasiado forte em sua vida.  Preferiu contornar a única decisão que poderia salvar sua terra, embrenhando-se pelo desvio fácil da contemporização com os pecados e erros tão populares em seus dias.  Desvio atraente, mas que acabou em desastre três meses depois, quando Jerusalém caiu nas mãos de Nabucodonosor; Joaquim e sua mãe foram levados ao exílio para figurar talvez na procissão triunfal do vencedor.

                Há um toque de ironia na observação de Jeremias referente à libertação de Joaquim, trinta e sete anos mais tarde, já no tempo de Evil-merodaque, novo rei de babilônia.  Teria agora Joaquim seus cinqüenta e cinco anos.  Fora-se a oportunidade de tornar-se um herói ao lado de Deus a fim de salvar a nação da ruína.  Agora velho e debilitado só lhe restava lamentar aquele desvio de sua própria escolha no inicio de uma carreira cujo desfeche poderia ter sido bem outro.

                Se estiverdes vagueando por um desvio que vos desqualifica para a tarefa a qual Deus vos chamou, que vos afasta do plano divino para vossa vida, faça alto hoje mesmo e ore:

                Sonda-me ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos e vê se há em mim algum caminho mau, e guia-me pelo caminho eterno. (salmo 139, 22-24)

                Mas se é Deus que vos guia ao longo de um caminho escuro e difícil, confie em sua sabedoria infinita e terno amor, que certamente vos hão de guiar ao fim almejado. 

                Que você tenha um bom dia na doce paz do senhor.

 

16/09/2015

O BOM PASTOR

 

         O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará....  Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam.
Salmos 23:1-6

         Certa vez um jovem recitou para um auditório de muitas pessoas o salmo 23.  Foi aplaudido por todos.  No final da palestra um senhor já bem idoso se aproximou do jovem e lhe disse: você conhece bem o salmo e eu conheço bem o pastor do salmo.

Real ou não, essa historia ilustra bem a realidade do mundo atual, pois muitos conhecem bem esse salmo; uns até o tem decorado, mas infelizmente bem poucos conhecem o pastor do salmo.  Jesus disse: Eu sou o bom Pastor, e conheço as minhas ovelhas, e das minhas sou conhecido.
João 10:14.

         Conhecer Jesus não é simplesmente decorar textos da bíblia, não é apenas ler a bíblia todos os dias, pois isso muitos o fazem muito bem, e no entanto, são como os fariseus do tempo de Jesus.  E dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me. Lucas 9:23

O primeiro requisito para conhecer Jesus é conhecer sua vida, sua missão e sua entrega total por amor a cada ser humano, depois tomar a cruz a cada dia.

Que você possa fazer hoje essa experiência com Jesus.  Tenha um bom dia na paz do senhor.

 

18/09/2015

ELE É A SAIDA

 

         Venham a mim, todos vocês, jovens que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso.  Tomem sobre vocês o meu jugo e aprendam de mim, pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para as suas almas.  Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.

( Paráfrase de Mateus 11:28-30)

         Certa vez alguém interrogou um jovem que era usuário de drogas, vivia pelas ruas fazendo tudo o que era mal, e lhe perguntou porque ele levava essa vida e se era feliz fazendo tudo aquilo.  O jovem olhou bem nos olhos daquela pessoa e lhe respondeu:

         - Eu não sou feliz, não tenho família, ninguém me ouve, ninguém me dá atenção, ninguém me ajuda e por isso sou o que sou.  Não vejo outra saída.

Certamente essa seria a resposta de muitos que vivem pelas sarjetas da vida, à beira do caminho como vivia o cego de Jericó, o qual Jesus lhe devolveu a visão (Marcos 10, 46-52).  Quantos jovens hoje em dia estão à beira do caminho gritando por socorro, pois estão cegos para a verdade, cegos para a luz que vem de Cristo, mas a multidão ao invés de lhe mostrarem esse Jesus que cura e liberta, procuram “abafar” seu clamor, como faziam com o cego de Jericó.

         Meu amigo, meu irmão, se você se encontra nessa situação, à beira do caminho gritando por socorro, não se esqueça de que Jesus está te chamando; Ele quer te devolver a visão, te devolver a dignidade e te dar uma vida nova.  Está você, assim como o cego de Jericó, disposto a deixar de lado sua “capa” e ir até Jesus para receber dele a cura?

         Que Deus te abençoe e que você possa tomar essa decisão hoje de seguir a Jesus, verdade e vida.

Tenha um bom dia na paz do Senhor!

 

19/09/2015

O QUE DEVO FAZER?

 

O carcereiro pediu luz, entrou correndo e, trêmulo, prostrou-se diante de Paulo e Silas.  Então os levou para fora e perguntou: "Senhores, que devo fazer para ser salvo?” Eles responderam: "Creia no Senhor Jesus, e serão salvos, você e os de sua casa".  (Atos 16: 29-31)

A grande preocupação de muitos hoje em dia é o que fazer para ser salvos, ou seja, como me aproximar de Deus; e muitas vezes encontram respostas insatisfatórias, que acabam levando-os ao fracasso ou até mesmo a desanimar completamente da sua fé em Deus.  Alguns dizem que para que você tenha paz com Deus é preciso fazer enormes sacrifícios que não levam a nada, outros dizem que você precisa doar enormes valores em dinheiro a uma igreja para que Deus te liberte, e assim por diante.  São os famosos lobos vestindo pele de cordeiro, dos quais Jesus já havia advertido no seu evangelho: e numerosos falsos profetas surgirão e enganarão a muitos.  (Mateus 24:11).

É preciso ter discernimento para se livrar desses falsos profetas que só querem enganar, trair e roubar as ovelhas do rebanho de Cristo.  Muitos jovens estão se desviando do caminho certo, e na maioria das vezes a culpa é desses falsos pastores, falsos profetas que deviam ensinar a verdade mas não ensinam.

         Jesus foi bem claro no evangelho: "Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas; e elas me conhecem; assim como o Pai me conhece e eu conheço o Pai; e dou a minha vida pelas ovelhas.  Tenho outras ovelhas que não são deste aprisco. É necessário que eu as conduza também. Elas ouvirão a minha voz, e haverá um só rebanho e um só pastor.

 (João 10:14-16)

         A resposta de Paulo ao carcereiro foi bem clara, simples e objetiva: CRÊ NO SENHOR JESUS e serás salvo, tu e a tua casa.

Que você possa colocar sua confiança no Senhor Jesus e viverás em paz.  Tenha um bom dia na paz do Senhor e um abençoado final de semana.

 

20/09/2015

FOLHA EM BRANCO

 

         Venham, vamos refletir juntos, diz o Senhor. "Embora os seus pecados sejam vermelhos como escarlate, eles se tornarão brancos como a neve; embora sejam rubros como púrpura, como a lã se tornarão.
Se vocês estiverem dispostos a obedecer, comerão os melhores frutos desta terra;  Isaías 1:18,19

 

Certo dia um professor estava aplicando uma prova e os alunos, em silêncio, tentavam responder as perguntas com certa ansiedade.

Faltavam uns 15 minutos para o encerramento e um aluno levantou o braço, dirigiu-se a mim e disse: Professor, pode me dar uma folha em branco?
Ele levou a folha até sua carteira e lhe perguntou por que queria mais uma folha em branco.  Sua resposta foi: Eu tentei responder as questões, rabisquei tudo, fiz uma confusão danada e queria começar outra vez.
Apesar do pouco tempo que faltava, o professor confiou no rapaz, deu-lhe a folha em branco e ficou torcendo por ele. 

         Quantos jovens cometem falhas graves em sua vida, destroem sua juventude e quando acordam pra vida, estão no fundo do poço!  Muitos são os que têm desejo de voltar e refazer sua vida, mas não encontram; muita vezes, uma oportunidade, não encontram alguém que lhes dê credito novamente para provar sua mudança de vida.  É fácil você entender do que estou falando: pense numa pessoa que era um dependente químico ou uma pessoa que já tenha cometido muitos crimes te pedir um emprego, por exemplo, você acreditaria nessa pessoa?  Dar-lhe-ia uma nova chance?

“Isso é mentira, essa pessoa não se converteu coisa nenhuma, está querendo nos enganar novamente” – é o que muitos pensam a respeito de quem já cometeu muitas falhas em sua vida.  Até que você teria razão em pensar assim, pois realmente existem muitos lobos vestido de cordeiros, mas não temos o direito de julgar, somente Deus pode julgar.

         A atitude daquele professor de dar ao aluno uma nova folha em branco nos mostra uma grande simpatia, pois isso nos faz lembrar-se daquele que deu sua vida pelos pecadores, mesmo sabendo que muitos não estavam verdadeiramente convertidos.  Ele não escolheu por quem morrer, deu sua vida por todos, sem distinção.  Ao entregar sua vida naquela rude cruz Ele nos ofereceu uma nova FOLHA EM BRANCO, pois a nossa já estava toda suja, rabiscada e manchada.

         E você, teria essa coragem de hoje dar uma “folha em branco” a alguém que, por motivos desconhecidos, rabiscou e sujou sua vida em tentativas frustradas de recomeçar?  Muitos são os que descem à fria sepultura sem ter a chance de recomeçar, sem receber essa nova folha em branco, mas você pode hoje fazer alguém sorrir por receber uma nova chance.

Esse pode ser o momento de você se entregar nas mãos de Deus e lhe pedir uma nova oportunidade, tanto pra você como para aquela pessoa que você ama, que você faria tudo por ela, seja um filho ou um amigo, um parente ou apenas um desconhecido que grita por socorro e espera de você UMA FOLHA EM BRANCO.  Assim como aquele aluno faria tudo para tirar uma boa nota na prova e quem sabe ser aprovado no final do ano, muitos dariam tudo para ter uma nova oportunidade de mostrar que são novas criaturas.

Não importa qual seja sua idade, condição financeira, religião; não importa quem você é, se sentes a necessidade de pedir uma nova folha em branco ou se sente que Deus está tocando no seu coração para dar essa folha em branco a alguém, faça isso agora.  Vamos orar juntos pedindo a Deus essa nova chance:

OREMOS

         Senhor nosso Pai, criador de todas as coisas, queremos neste dia te agradecer por tudo e pedir que transforme esse meu coração, me mostre o melhor caminho a seguir.  Dê-me pai uma nova folha em branco, pois a minha já está toda suja, rabiscada e quero ser uma nova criatura, quero ser um servo fiel a ti, oh Pai.

Também te peço que abra o meu coração para que eu possa saber dar a quem precisa essa folha em branco, que eu possa ser mais compreensivo com os que sofrem, com os necessitados, e que eu possa conduzir muitos ao teu paterno lar de amor.  Fortalece-me oh Pai, perdoa meus pecados, meus erros, dá-me uma vida nova, em nome de Jesus.  AMEM.

         Faça-me justiça, Senhor, pois tenho vivido com integridade. Tenho confiado no Senhor, sem vacilação.  Sonda-me, Senhor, e prova-me, examina o meu coração e a minha mente; pois o teu amor está sempre diante de mim, e continuamente sigo a tua verdade.  Salmos 26:1-3

         Que você tenha um bom dia na paz do Senhor e um abençoado domingo.

 

21/09/2015

A ÚLTIMA CHANCE

 

Todos os domingos à tarde, depois da missa da manhã na igreja, o velho padre e seu sobrinho de 11 anos saíam pela cidade e entregavam folhetos sacros. 
Numa tarde de domingo, quando chegou à hora do padre e seu sobrinho saírem pelas ruas com os folhetos, fazia muito frio lá fora e também chovia muito. O menino se agasalhou e disse:

- Ok, tio padre, estou pronto. '

E o padre perguntou:

-'Pronto para quê?':

-'Tio, está na hora de juntarmos os nossos folhetos e sairmos. '

O padre respondeu: 

-'Filho, está muito frio lá fora e também está chovendo muito. '

O menino olhou surpreso e perguntou:

-'Mas tio, as pessoas não vão para o inferno até mesmo em dias de chuva?'

O padre respondeu:

-'Filho, eu não vou sair nesse frio. '

Triste, o menino perguntou:

-'Tio, eu posso ir? Por favor!'

O padre hesitou por um momento e depois disse:

-'Filho, você pode ir. Aqui estão os folhetos. Tome cuidado, filho. '
-'Obrigado, tio!'
Então ele saiu no meio daquela chuva. Este menino de onze anos caminhou pelas ruas da cidade de porta em porta entregando folhetos sacros a todos que via.  Depois de caminhar por duas horas na chuva, ele estava todo molhado, mas faltava o último folheto. Ele parou na esquina e procurou por
alguém para entregar o folheto, mas as ruas estavam totalmente
desertas. Então ele se virou em direção à primeira casa que viu e caminhou pela calçada até a porta e tocou a campainha.  Ele tocou a campainha, mas ninguém respondeu.  Ele tocou de novo, mais uma vez, mas ninguém abriu a porta.  Ele esperou, mas não houve resposta. Finalmente, este soldadinho de onze anos se virou para ir embora, mas algo o deteve. Mais uma vez, ele se virou para a porta, tocou a campainha e bateu na porta bem forte. Ele esperou, alguma coisa o fazia ficar ali na varanda. Ele tocou de novo e desta vez a porta se abriu bem devagar.

De pé na porta estava uma senhora idosa com um olhar muito triste. Ela
perguntou gentilmente:

-'O que eu posso fazer por você, meu filho?'

Com olhos radiantes e um sorriso que iluminou o mundo dela, este pequeno menino disse:

-'Senhora, me perdoe se eu estou perturbando, mas eu só gostaria de
dizer que JESUS A AMA MUITO e eu vim aqui para lhe entregar o meu
último folheto que lhe dirá tudo sobre JESUS e seu grande AMOR. '
Então ele entregou o seu último folheto e se virou para ir embora.  Ela o chamou e disse:

-'Obrigada, meu filho!!! E que Deus te abençoe!!!'

Bem, na manhã do seguinte domingo na igreja, o Padre estava no altar, quando a missa começou ele perguntou:

- 'Alguém tem um testemunho ou algo a dizer?'

Lentamente, na última fila da igreja, uma senhora idosa se pôs de pé.  Conforme ela começou a falar, um olhar glorioso transparecia em seu rosto.
- 'Ninguém me conhece nesta igreja. Eu nunca estive aqui.  Antes do domingo passado eu não era cristã. Meu marido faleceu a algum tempo deixando-me totalmente sozinha neste mundo. No domingo passado, sendo um dia particularmente frio e chuvoso, eu tinha decidido no meu coração que eu chegaria ao fim da linha, eu não tinha mais esperança ou vontade de viver.  Então eu peguei uma corda e uma cadeira e subi as escadas para o sótão da minha casa.  Eu amarrei a corda numa madeira no telhado, subi na
cadeira e coloquei a outra ponta da corda em volta do meu pescoço.  De pé naquela cadeira, tão só e de coração partido, eu estava a ponto de saltar, quando, de repente, o toque da campainha me assustou.  Eu pensei:
-'Vou esperar um minuto e quem quer que seja irá embora. '
Eu esperei e esperei, mas a campainha era insistente; depois a pessoa
que estava tocando também começou a bater bem forte. Eu pensei:
-'Quem neste mundo pode ser? Ninguém toca a campainha da minha casa ou vem me visitar. '  Eu afrouxei a corda do meu pescoço e segui em direção à porta, enquanto a campainha soava cada vez mais alta.  Quando eu abri a porta e vi quem era, eu mal pude acreditar, pois na minha varanda estava o menino mais radiante e angelical que já vi em minha vida. O seu SORRISO, ah, eu nunca poderia descrevê-lo a vocês!  As palavras que saíam da sua boca fizeram com que o meu coração que estava morto há muito tempo SALTASSE PARA A VIDA quando ele exclamou com voz de querubim:,

-'Senhora, eu só vim aqui para dizer QUE JESUS A AMA MUITO. '
Então ele me entregou este folheto que eu agora tenho em minhas mãos.  Conforme aquele anjinho desaparecia no frio e na chuva, eu fechei a porta e atenciosamente li cada palavra deste folheto.
Então eu subi para o sótão para pegar a minha corda e a cadeira. Eu
não iria precisar mais delas. Vocês vêem - eu agora sou uma FILHA
FELIZ DE DEUS!  Já que o endereço da igreja estava no verso deste folheto, eu vim aqui pessoalmente para dizer OBRIGADO ao anjinho de
Deus que no momento certo livrou a minha alma de uma eternidade no inferno. '  Não havia quem não tivesse lágrimas nos olhos na igreja.  o Velho Padre desceu do altar e foi em direção a primeira fila onde o seu anjinho estava sentado.  Ele tomou o seu sobrinho nos braços e chorou copiosamente.

Meu amigo, meu irmão em Cristo, essa pode ser a sua ultima chance de voltar ao pai de amor.  Jesus está te chamando hoje, ele quer mudar a sua vida, se você está triste, abatido, não perca essa chance de dizer a JESUS que o ama, pois Ele te amou a ponto de entregar a vida por você.

Está você disposto a aceitá-lo como seu único salvador e senhor hoje?  Amanhã pode ser muito tarde.

Tenha um bom dia na paz do senhor e uma abençoada semana.

 

 

 23/09/2015

01 - QUEM SOU EU?

 

Naquele mesmo dia Jesus saiu de casa e assentou-se à beira-mar.
Reuniu-se ao seu redor uma multidão tão grande que ele teve que entrar num barco e assentar-se nele, enquanto todo o povo ficou na praia.
Então lhes falou muitas coisas por parábolas, dizendo: "O semeador saiu a semear. Enquanto lançava a semente, parte dela caiu à beira do caminho, e as aves vieram e a comeram. Parte dela caiu em terreno pedregoso, onde não havia muita terra; e logo brotou, porque a terra não era profunda. Mas quando saiu o sol, as plantas se queimaram e secaram, porque não tinham raiz. Outra parte caiu entre espinhos, que cresceram e sufocaram as plantas. Outra ainda caiu em boa terra, deu boa colheita, a cem, sessenta e trinta por um.  

Aquele que tem ouvidos para ouvir, ouça! "  Mateus 13:1-9

         Essa parábola nos mostra quatro tipos de pessoas que vivem ao nosso redor, e certamente você faz parte de um deles.   Em algum momento você pode se sentir como aquela semente que caiu na beira do caminho; desamparado e aflito, sujeito a ser levado pelos incentivos maléficos deste mundo.  Outras vezes pode se sentir como aquela que caiu em terreno pedregoso, carente de uma palavra de conforto; ou ainda como aquela que caiu entre os espinhos, sufocado pelas coisas que o mundo lhe ofereceu, caído, derrotado e sem forças para se levantar.

Não importa em que situação você se encontre, Deus quer mudar sua vida hoje; quer fazer de você aquela semente que caiu em terra boa e deu frutos.

         Vamos orar neste momento por você que está ai abatido, triste, sem fé, sem esperança, pensando que a vida acabou.  OREMOS:

         Senhor nosso Pai, te agradecemos por nos dar essa oportunidade de voltar para ti neste dia.  Queremos neste momento pedir uma bênção especial por aquele nosso irmão que está sofrendo, por aquele jovem que destruiu sua vida nos maus caminhos, por aquele que deseja voltar e não sabe o caminho de volta.  Tome cada um em teus braços e os conduza seguros ao porto destino.  Perdoa senhor os pecados de cada um dos teus servos e faça deles uma semente boa, produtiva para o seu reino.

Derrama também uma benção especial sobre os teus servos que levam tua palavra, aqueles que estão dispostos a levar uma palavra de conforto a quem dela precisa.

Tudo isso te pedimos senhor e agradecemos em nome de Jesus.  AMEM.

 

24/09/2015

02 - POR QUE NASCI?

Porque não morri ao sair do ventre de minha mãe ou não pereci ao sair de suas entranhas? Por que dois joelhos me receberam e dois peitos me amamentaram? Agora eu repousaria tranqüilo e dormiria em paz junto com os reis e governantes da terra que construíram túmulos suntuosos para si. Ou com os nobres eu possuíram ouro e encheram de prata seus mausoléus. Agora eu seria um aborto enterrado, uma criatura que não chegou a ver a luz. Lá embaixo acaba o tumulto dos injustos e aí repousam os que estão esgotados. Com eles descansam os prisioneiros e não ouvem mais a voz do capataz. Lá embaixo os pequenos se confundem com os grandes e o escravo fica liberto do seu patrão. (Jó 3, 11-19)
Muitas vezes somos levados a pensar que a vida não tem mais sentido quando passamos por momentos difíceis, principalmente quando perdemos alguém que muito amamos ou quando um sonho é desfeito. Você lutou boa parte da sua vida por um sonho, quem sabe por uma formação ou por um carro do ano, quem sabe por uma casa dos seus sonhos e no fim acaba levando um duro golpe e vê que perdeu tudo. Que tristeza, não é mesmo? Foi o que aconteceu com esse servo de Deus que tinha tudo, era um homem rico e de repente perde tudo, pior de tudo, perdeu também a saúde. Apesar de Jó ser um servo fiel, homem de grande fé, houve um momento em sua vida que essa fé vacilou um pouco e ele fez esse desabafo, dizendo que seria melhor nem ter nascido. Porventura é esse o seu desabafo hoje também?
Você pode estar ai pensando que seria melhor nem ter nascido, ou pode estar desejando a morte ao invés de passar por tanto sofrimento, mas não se esqueça de que Deus está do seu lado para te levantar. Jesus nunca prometeu um mar sempre calmo, mas uma coisa ele prometeu: eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Mateus 28:20.
Meu amigo, se seu fardo é pesado demais, sua vida parece não ter mais sentido, tudo parece estar acabado, lembre-se de que Jesus também sentiu isso quando estava perto da sua morte. Vamos recordar alguns momentos da sua angustia:
No horto das Oliveiras: Indo um pouco mais adiante, prostrou-se com o rosto em terra e orou: "Meu Pai, se for possível, afasta de mim este cálice; contudo, não seja como eu quero, mas sim como tu queres
Mateus 26:39
Na cruz: Por volta das três horas da tarde, Jesus bradou em alta voz: "Eloí, Eloí, lamá sabactâni?” que significa: "Meu Deus! Meu Deus! Por que me abandonaste?” Mateus 27:46
Você pode neste momento estar orando para que Deus afaste de você o cálice amargo do sofrimento ou pode estar reclamando a ausência desse Pai de amor, mas se estiver passando por momento difícil, não é Deus quem quer que você passe por esse momento, pode ser que ele esteja te preparando para uma benção maior; e se estás sentindo a ausência dele na sua vida, não temas, ele não se afastou de você, apenas está em silencio por você estar num momento de prova. Quando o aluno está fazendo prova, o professor está em silencio, mas isso não quer dizer que ele não esteja na sala. VOCÊ VAI VENCER, assim como Jesus venceu e está na gloria do pai. Veja que promessa maravilhosa: Ao vencedor darei o direito de sentar-se comigo em meu trono, assim como eu também venci e sentei-me com meu Pai em seu trono. Apocalipse 3:21
Você poderá ser esse vencedor hoje! Vamos orar pedindo a Deus essa vitoria. OREMOS:
Senhor nosso Pai, queremos te agradecer nesta manhã pela maravilhosa noite que nos destes, te agradecer por estar do nosso lado mesmo quando tudo parece sombrio, quando o sol não brilha. Pai, o fardo está muito pesado, o sol não brilha, estou sentindo a sua ausência, por isso aumenta a minha fé e me mostre que estás do meu lado, Senhor.
Faça de mim um vitorioso, uma vitoriosa neste dia, para honra e gloria do seu santo nome. Tudo isso te peço e te agradeço em nome de Jesus, aquele que vive e reina para sempre. AMEM.
Que você tenha um bom dia na paz do senhor.

 

26/09/2015

03 - MINHA VIDA SEM JESUS

 

Ora, a serpente era o mais astuto de todos os animais selvagens que o Senhor Deus tinha feito. E ela perguntou à mulher: "Foi isto mesmo que Deus disse: ‘Não comam de nenhum fruto das árvores do jardim’? "
Respondeu a mulher à serpente: Podemos comer do fruto das árvores do jardim, mas Deus disse: Não comam do fruto da árvore que está no meio do jardim, nem toquem nele; do contrário vocês morrerão.
Disse a serpente à mulher: Certamente não morrerão! 
Gênesis 3:1-4

Pedro e os outros apóstolos responderam: "É preciso obedecer antes a Deus do que aos homens! (Atos 5:29).  Diante de situação difícil, a quem você obedece, a Deus ou a “serpente”?

Difícil fazer uma escolha, não é mesmo?  As coisas do mundo muitas vezes são bem mais atraentes que as que nos levam a Deus.  É bem mais fácil ir a uma festa de que ir a uma reunião religiosa; é mais fácil discutir que parar para ouvir a outra pessoa e tentar entender o que ela pensa; é mais fácil atirar pedras que acolher.  Resumindo, é mais fácil dar ouvidos à voz da serpente que à voz de Deus.

Que você possa hoje, como os apóstolos, escolher obedecer a Deus em primeiro lugar. Que Ele te abençoe e te proteja.

Vamos orar:

         Senhor nosso Pai, te agradecemos neste dia por mais um dia de vida, por mais uma semana que acabou e por esse maravilhoso final de semana.  Também queremos te pedir uma benção especial para essa pessoa que precisa de ti, que escolheu o caminho errado e sofre por isso.  Não abandona senhor um servo seu que deseja voltar para ti neste dia.

Receba senhor esse seu filho que um dia saiu da casa paterna e deseja voltar.  Tudo isso te pedimos e agradecemos em nome de JESUS.  Amem.

         Que você tenha um bom dia e um abençoado final de semana na paz do senhor.

 

27/09/2015

04 - EU TENHO UMA ESPERANÇA

Por que vocês me perseguem como Deus o faz? Nunca vão saciar-se da minha carne? Quem dera as minhas palavras fossem registradas! Quem dera fossem escritas num livro, fossem talhadas a ferro no chumbo, ou gravadas para sempre na rocha! Eu sei que o meu Redentor vive, e que no fim se levantará sobre a terra. E depois que o meu corpo estiver destruído e sem carne, verei a Deus. Eu o verei, com os meus próprios olhos; eu mesmo, e não outro! Como anseia no meu peito o coração! Se vocês disserem: ‘Vejamos como vamos persegui-lo, pois a raiz do problema está nele, melhor será que temam a espada, porquanto por meio dela a ira lhes trará castigo, e então vocês saberão que há julgamento.
Jó 19:22-29
Quando tudo vai mal em nossa vida, a primeira coisa a fazer é jogar tudo pro alto, abandonar o barco e pensar que a vida já era. É o que acontece com a maioria das pessoas que passam por dificuldades na vida, ou que dão um passo errado e começam a sofrer as conseqüências.
Jó, que era um homem justo e temente a Deus não tinha motivos para se culpar por algo de errado, mas sofria mesmo assim. Num momento de fraqueza ele começa a culpar a Deus pelo seu sofrimento, mas ao mesmo tempo ele tem uma esperança: EU SEI QUE O MEU REDENTOR VIVE. Pena que muitos já perderam essa esperança!
Meu amigo, meu irmão em Cristo, se estás passando por um momento de dor e de tristeza, não desanime, pois o nosso REDENTOR VIVE e se levantará para nos dar a coroa da vida. Ele nos prometeu: Ao vencedor darei o direito de sentar-se comigo em meu trono, assim como eu também venci e sentei-me com meu Pai em seu trono. Apocalipse 3:21
Não temas a noite de tempestade, pois não estás a sós, e além do mais o sol vai voltar a brilhar assim que a noite passar. Vamos orar neste momento:
Senhor nosso Pai, te agradecemos por estar do nosso lado nos momentos mais difíceis e por não nos deixar a sós. A dor é muito forte e estamos a ponto de nos despedaçar nessa imensa noite de tempestade; ouça Senhor nosso clamor e nos dê essa esperança de um dia de sol depois da tempestade. Confiamos em ti Senhor, mas aumente a nossa fé.
Tudo isso te pedimos e agradecemos em nome de JESUS. Amem.

 

28/09/2015

05 - SAINDO DO FUNDO DO POÇO

 

 Porque o meu povo fez duas maldades: a mim me deixaram, o manancial de águas vivas, e cavaram cisternas, cisternas rotas, que não retêm águas.   Jeremias 2:13

            Muitas vezes somos levados a cometer falhas em nossa vida, e nos esquecemos de que Deus vê todas as coisas.  Quando somos pressionados a fazer algo errado, a primeira coisa que pensamos é em nosso próprio bem estar, nem sequer levamos em conta o que vai acontecer com nosso próximo.  O importante é o EU neste momento, foi o que aconteceu como povo de ISRAEL nos tempos de JEREMIAS, quando Deus faz essa dura repreensão dizendo: DOIS MALES COMETERAM O MEU POVO.  Você pode notar que primeiro eles abandonaram o senhor, o Deus todo poderoso e depois começaram a buscar a paz onde ela não se encontra.  É justamente isso o que acontece hoje em nossos dias, o ser humano se afasta de Deus e depois começa a buscar a paz nos remédios, nos calmantes, no alcoolismo, nas drogas, e em muitas outras coisas que não trazem a paz verdadeira, apenas uma fachada, um momento muito pequeno de prazer.  Mas Deus na sua infinita misericórdia continua chamando esse ser humano para o arrependimento, para a conversão.  Diz ele:

Vinde então, e argüi-me, diz o SENHOR: ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a branca lã.   Isaías 1:18

            Venha como você estiver, pois o criador na sua infinita misericórdia lhe promete perdoar todos os seus pecados e lhe dar uma vida nova, uma vida de paz e felicidades. 

            Vamos orar pedindo a Deus que transforme a sua vida e a de todos os que se encontram tristes, abatidos e sem fé.  OREMOS:

            Senhor nosso Deus e Pai de amor, neste dia te agradecemos por mais essa oportunidade de nos aproximarmos de ti.  Queremos te pedir uma benção especial para essa pessoa que se encontra triste, abatida, sem fé e sem esperança, esse jovem que se desviou do seu caminho e procura a paz onde ela não existe.  Pai, traga de volta esses teus filhos que estão perdidos pelo mundo da amargura, que estão procurando a ti onde tu não estás; mostre a eles o caminho de volta.

Tudo isso te pedimos e agradecemos em nome de JESUS. Amem.