Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Ultimas Atualizações
EM BUSCA DA PAZ  (16-04-2018)
MÃOS VAZIAS  (16-04-2018)
PROCURANDO UM AMIGO?  (21-03-2018)
SUPERANDO LIMITES  (21-03-2018)
VIVER  (21-03-2018)
RAIO DE LUZ  (21-03-2018)
NÃO TEM PAZ INTERIOR?  (21-03-2018)
JESUS  (21-03-2018)
EU, O NATAL E A BÍBLIA  (21-03-2018)
MINHA META
Qual sua meta para 2.018?
Arrumar um emprego
Voltar a estudar
Passar no vestibular
Comprar uma casa
Ser pvomovido na empresa
Realizar um sonho
Nâo tenho meta ainda
Ver Resultados

Rating: 2.8/5 (1887 votos)

ONLINE
3
Partilhe esta Página



 

 

 

 s

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Salmo 88 -
Salmo 88 -

Para adquirir forças para enfrentar problemas relacionados ao trabalho, à saúde ou ao amor.


1 Ó Senhor, Deus da minha salvação, dia e noite clamo diante de ti.
2 Chegue à tua presença a minha oração, inclina os teus ouvidos ao meu clamor;
3 porque a minha alma está cheia de angústias, e a minha vida se aproxima do Seol.
4 Já estou contado com os que descem à cova; estou como homem sem forças,
5 atirado entre os finados; como os mortos que jazem na sepultura, dos quais já não te lembras, e que são desamparados da tua mão.
6 Puseste-me na cova mais profunda, em lugares escuros, nas profundezas.
7 Sobre mim pesa a tua cólera; tu me esmagaste com todas as tuas ondas.
8 Apartaste de mim os meus conhecidos, fizeste-me abominável para eles; estou encerrado e não posso sair.
9 Os meus olhos desfalecem por causa da aflição. Clamo a ti todo dia, Senhor, estendendo-te as minhas mãos.
10 Mostrarás tu maravilhas aos mortos? ou levantam-se os mortos para te louvar?
11 Será anunciada a tua benignidade na sepultura, ou a tua fidelidade no Abadom?
12 Serão conhecidas nas trevas as tuas maravilhas, e a tua justiça na terra do esquecimento?
13 Eu, porém, Senhor, clamo a ti; de madrugada a minha oração chega à tua presença.
14 Senhor, por que me rejeitas? por que escondes de mim a tua face?
15 Estou aflito, e prestes a morrer desde a minha mocidade; sofro os teus terrores, estou desamparado.
16 Sobre mim tem passado a tua ardente indignação; os teus terrores deram cabo de mim.
17 Como águas me rodeiam todo o dia; cercam-me todos juntos.
18 Aparte de mim amigos e companheiros; os meus conhecidos se acham nas trevas.