Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Ultimas Atualizações
PROCURANDO UM AMIGO?  (07-08-2018)
SUPERANDO LIMITES  (07-08-2018)
VIVER  (07-08-2018)
RAIO DE LUZ  (07-08-2018)
EU, O NATAL E A BÍBLIA  (07-08-2018)
ADORAÇÃO E LOUVOR  (07-08-2018)
SERVO DO SENHOR  (07-08-2018)
MINHA META
Qual sua meta para 2.018?
Arrumar um emprego
Voltar a estudar
Passar no vestibular
Comprar uma casa
Ser pvomovido na empresa
Realizar um sonho
Nâo tenho meta ainda
Ver Resultados

Rating: 2.8/5 (1932 votos)

ONLINE
2
Partilhe esta Página



 

 

 

 s

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


MENSAGEM DO DIA - junho/2015
MENSAGEM DO DIA - junho/2015

02/06/2015

DEZ PASSOS PARA SER MAIS FORTE

 

1. MEXA-SE

Diante das adversidades, não fique lamentando, queixando-se ou tendo pena de si mesmo. Haja!

2. MANTENHA O CONTROLE

Não se desespere, não perca o poder sobre as suas atitudes, não perca o equilíbrio mental e sobriedade. Mantenha-se racional.

3. ABRACE AS MUDANÇAS

Não tema as mudanças. Mesmo quando elas são necessárias e não planejadas ou desejadas, elas podem trazer um cenário positivo. Enfrente as mudanças com coragem.

4. SEJA GENTIL

Você nunca sabe o que as pessoas que estão à sua volta estão passando. Procure ser sempre gentil. Gentileza gera gentileza e respeito. Uma pessoa respeitável é uma pessoa forte.

5. NÃO SEJA IMPULSIVO

Antes de tomar uma atitude, reflita! Pense de modo racional o que esta atitude representa em sua vida, os impactos que podem causar, os aspectos positivos e negativos. Calcule sempre os ricos e não seja impulsivo

6. COMEMORE AS SUAS CONQUISTAS E A DOS OUTROS

É sempre mais feliz comemorar as nossas conquistas, mas cultive também a alegria com o sucesso dos outros. Pense no sucesso dos outros como um estímulo para você conquistar os seus objetivos.

7. ASSUMA OS SEUS ERROS

É errando que se aprende, e faz parte deste processo assumir e se reconciliar com os próprios erros. Assuma os seus erros e busque repará-los, corrigi-los, aprender com eles e não repeti-los.

8. APROVEITE O SEU TEMPO SOZINHO

Muita gente não sabe ficar sozinho, mas o tempo em que estamos só pode ser muito produtivo e importante para a nossa vida interior, é um tempo em que podemos nos dedicar apenas a nós, aos nossos pensamentos. Não tenha medo de ficar sozinho.

9. PENSE POSITIVO

O pensamento negativo não é produtivo. Não se apegue a pensamentos negativos, seja um otimista realista.

10. REFLITA SOBRE OS SEUS PROGRESSOS

Faça um acompanhamento regular dos seus progressos e quão mais perto você está de suas metas. Aprenda a valorizar cada pequena conquista e enxergar isso como um passo importante para chegar onde você deseja.

                Que você tenha um bom dia, e que Deus te fortaleça neste dia e te dê a vitória desejada.

 

04/06/2015

FESTA JUNINA (suas origens)

 

Festas juninas ou festas dos santos populares são celebrações indianas que acontecem em vários países e que são historicamente relacionadas com a festa dudana santo de verão (no hemisfério norte) e de inverno (no hemisfério sul), que é celebrado no dia 24 de junho, segundo o calendário juliano (pré-gregoriano). A festa que teve origem na Idade Média na celebração dos chamados Santos Populares (Santo AntónioSão Pedro e São João). Além de São João, comemorado no dia 24, os outros são: São Pedro (no dia 29) e Santo António (no dia 13). Em Portugal, as festas dos três marcam o início das festas católicas por todo o país.

Essas celebrações são particularmente importante no Norte da Europa, Dinamarca, Estônia, Finlândia, Letônia, Lituânia, Noruega e Suécia: mas também ocorrem em grande escala na Irlanda, na Galiza, em partes no Reino Unido (especialmente na Cornualha), França, Itália, Malta, Portugal, Espanha, Ucrânia, outras partes da Europa, e em outros países como Canadá, Estados Unidos, porto Rico, Brasil e Austrália.

 

05/06/2015

 

ORIGEM DA FOGUEIRA

 

Fogueira de Festa do Verão em Mäntsälä. Fogueiras de São João (Festa do Verão) são bastantes populares no dia de São João (Juhannus) no campo ao redor das cidades em festejos.

 

De origem europeia, as fogueiras juninas fazem parte da antiga tradição pagã de celebrar o solstício de verão. Assim como a cristianização da árvore pagã "sempre verde", que se tornou a famosa árvore de natal, a fogueira do dia de Midsummer (25 de junho) tornou-se, pouco a pouco, na Idade Média, um atributo da festa de São João Batista, o santo celebrado nesse mesmo dia. Ainda hoje, a fogueira de São João é o traço comum que une todas as Festas de São João Europeias (da Estônia a Portugal, da Finlândia à França).

 

Uma lenda católica cristianizando a fogueira pagã no estio do verão afirma que o antigo costume de acender fogueiras no começo do verão europeu tinha suas raízes em um acordo feito pelas primas Maria e Isabel. Para avisar Maria sobre o nascimento de São João Batista e, assim ter seu auxílio após o parto, Isabel teria de acender uma fogueira sobre um monte.

 

06/06/2015

 

O USO DE BALÕES

 

 

 

O uso de balões e fogos de artifício durante o São João no Brasil está relacionado com o tradicional uso da fogueira junina e seus efeitos visuais. Este costume foi trazido pelos portugueses para o Brasil e se mantém em ambos os lados do Oceano Atlântico, sendo que é na cidade do Porto, em Portugal, onde mais se evidencia. Fogos de artifício manuseados por pessoas privadas e espetáculos pirotécnicos organizados por associações ou municipalidades tornaram-se uma parte essencial da festa na Região Nordeste do Brasil, em outras partes do Brasil e em Portugal. Os fogos de artifício, segundo a tradição popular, servem para despertar São João Batista. Em Portugal, pequenos papéis são atados no balão com desejos e pedidos.

 

Os balões serviam para avisar que a festa iria começar; eram soltos de cinco a sete balões para se identificar o início da festança. Os balões, no entanto, constituem atualmente uma prática proibida por lei em muitos locais, como no Brasil, por exemplo, devido ao risco de incêndio e mortes.

 

Durante todo o mês de junho, é comum, principalmente entre as crianças, soltar bombas, conhecidas por nomes como "traque", "chilene", "cordão", "cabeção-de-nego", "cartucho", "treme-terra", "rojão", "buscapé", "cobrinha", "espadas-de-fogo", "chuvinha", "pimentinha", "bufa-de-vei”, "biribinha" e "bombinha".

 

DESCANSAREI

Venham a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.  Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas.  Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.  (Mateus 11, 28-30)

A minha alma estava longe do caminho do céu
Eu era pobre desprezado pecador
Mas Jesus transformou minhas trevas em luz
Quando ele estendeu a sua mão para mim.  (trecho da letra da musica QUANDO JESUS ESTENDEU SUA MÃO)

            Olá meu amigo, meu irmão na fé, minha amiga, como vai você?  Está cansado da batalha neste mundo atribulado, cheio de barreiras e desafios?  Imagino, não é fácil mesmo, a vida é um constante desafio e a cada dia fica mais difícil.  É como entrar numa escola, cada dia as lições ficam mais complicadas, mas faz parte do aprendizado.  A vida é uma escola onde todos aprendem, sorrindo ou chorando.  Mas por que muitos desanimam da batalha?  Em algum momento você já parou para pensar nisso?  Pois então pare e pense: COMO ESTÁ MEU APRENDIZADO NA ESCOLA DA VIDA?  ESTOU PROGREDINDO OU ESTOU APENAS DEIXANDO O TEMPO PASSAR?  Hum!  Será que não é hora de fazer uma auto avaliação e mudar de vida?  Talvez você esteja precisando refletir melhor sobre sua vida e ver em que ponto você chegou à estrada da vida, pois muitos caminham sem rumo e não chega a lugar nenhum.  Quando pensam que estão chegando, vê que estão tão longe do ideal e desanimam, começam a reclamar, a lamentar, maldizer a vida, mas tudo isso é porque estão longe do caminho verdadeiro.  O caminho que leva à felicidade.  Como diz a musica, MINHA ALMA ESTAVA LONGE DO CAMINHO DO CÉU, EU ERA POBRE...  Realmente meu amigo, se você estiver longe de Jesus sua vida vai ser um fracasso, você vai ser um pobre pecador, sem fé e sem esperança.  Nada vai ter sentido para você, nem dinheiro vai satisfazer o seu vazio interior.  Eu vivi essa vida, sempre me perguntava: porque estou neste mundo?  Para onde vou?  Quem sou eu?  E olha meu amigo, eu não tinha resposta, buscava resposta no alcoolismo e não encontrava.  Era horrível, nem gosto de lembrar esse tempo em que andei longe de Jesus, mas olha meu amigo, quando ele estendeu sua mão para me resgatar de onde eu estava, garanto a você que minha vida mudou muito, e foi para melhor.  No momento em que ele me chamou, eu estava no fundo do poço, mas ele estendeu sua mão e me tirou de lá de onde eu estava me deu vida nova, esperança, fé, coragem de lutar por um mundo melhor, enfim, tudo na minha vida mudou.  Talvez você me diga, EU ACEITEI JESUS, MAS MEUS PROBLEMAS CONTINUARAM, SERÁ QUE ELE NÃO ESTA DO MEU LADO?  Ah, meu amigo, não pense assim, não é porque você aceitou Jesus que seus problemas vão deixar de existir, problemas você sempre vai ter, mas a diferença é que com Jesus fica mais fácil enfrentar a batalha da vida.  Uma coisa é você se deparar com um leão solto na rua e outra é você encontrar um leão enjaulado.  Com Jesus seus problemas vão ser como o leão enjaulado, eles vão te provocar um pouco de medo, mas você tem como se livrar deles com facilidade.  Jesus disse: VINDE A MIM VOCE QUE ESTÁ CANSADO...  EU TE ALIVIAREI.  Ah, vamos parafrasear este verso e ver como fica:   

Vinde a mim _____, você está cansado, eu vou te dar descanso.  Coloque o seu nome no espaço em branco, pois ele chama você pelo nome.  Eu vou colocar o meu, veja como ficou: VINDE A MIM AGOSTINHO, VOCÊ QUE ESTÁ CANSADO, EU VOU TE DAR DESCANSO.  Viu como Jesus te conhece!  Ele tem o seu nome gravado na palma de sua mão (Isaias 49, 16), por isso jamais se esquecerá de você.

            Ah, mas você está triste hoje, abatido, se sente derrotado, sem forças, desamparado, desanimado?  Que pena!  Você se esqueceu de entregar sua vida a Jesus hoje? Não tem problemas, ele ainda está te esperando, ele está estendendo sua mão para te resgatar das trevas da solidão, da tristeza e quer te dar uma vida nova, quer te dar esperança.  Entregue sua vida a ele agora, vamos orar juntos, eu vou orar por você neste momento para que Deus te dê paz, saúde e bênçãos.  Acima de tudo, te dê a vitoria sobre seus problemas, sejam quais forem.  Ore comigo:

Senhor entrego neste momento a minha vida a ti, entrego meus problemas, minhas dores, minhas dificuldades, enfim, entrego tudo a ti e te peço que me dê uma vida nova.  Meu dia não foi como eu esperava, mas mesmo assim eu confio em ti e sei que amanha vai ser melhor.  Senhor, eu estou triste, angustiado e desanimado da vida porque tudo deu errado pra mim, não vejo saída mais na minha vida, Senhor.  Por favor, me mostre um caminho novo para seguir, não suporto mais o peso dessa cruz. 

Isso eu te peço e agradeço em nome de Jesus.  AMEM.

            Agora meu amigo, BOLA PRA FRENTE, passado já era, vida nova e muita VITÓRIA.  Jesus está contigo e você será um vencedor neste dia, pode confiar.  Jesus está de braços abertos e mãos estendidas para você.  Tenha muita paz e felicidades.

PAZ E BENÇAOS A VOCÊ NESTE DIA.

 

 07/06/2015

 

O MASTRO DE SÃO JOÃO

 

O mastro de São João, conhecido em Portugal também como o mastro dos Santos Populares, é erguido durante a festa junina para celebrar os três santos ligados a essa festa. No Brasil, no topo de cada mastro são amarradas, em geral, três bandeirinhas simbolizando os santos. Tendo, hoje em dia, uma significação cristã bastante enraizada e sendo, entre os costumes de São João, um dos mais marcadamente católico, o levantamento do mastro tem sua origem, no entanto, no costume pagão de levantar o "mastro de maio", ou a árvore de maio, costume ainda hoje vivo em algumas partes da Europa.

 

Além de sua cristianização profunda em Portugal e no Brasil, é interessante notar que o levantamento do mastro de maio em Portugal é também erguido em junho e a celebrar as festas desse mês — o mesmo fenômeno também ocorrendo na Suécia, onde o mastro de maio, "majstången", de origem primaveril, passou a ser erguido durante as festas estivais de junho, Midsommarafton. O fato de suspender milhos e laranjas ao mastro de São João parece ser um vestígio de práticas pagãs similares em torno do mastro de maio. A tradição do Cambeiro é celebrada em Janeiro.

 

CRER E CONFIAR 

Hoje em dia, um rico simbolismo católico popular está ligado aos procedimentos envolvendo o levantamento do mastro e os seus enfeites.

 

Às vezes, o que precisamos está bem próximo, mas passamos, olhamos e não vemos. Não basta apenas olhar, é preciso saber olhar com os olhos, olhar com a alma e apreciar com o coração. O primeiro passo para existir é imaginar. O segundo é nunca se esquecer de que querer fazer é poder fazer, basta acreditar.  (o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento, e lançada de uma para outra parte. Tiago 1:6).

Tenha um bom dia e um abençoado domingo na paz do senhor.

 

 

08/06/2015

Há quem tenha muitas barras de ouro,e são os mais pobres do mundo.Há quem tenha domínio de tudo,mas são escravos de si mesmo.Há quem saiba falar várias línguas diferentes,mas não sabem falar a língua do amor.Há quem são donos de tecelagem,mas não possuem as vestes da justiça.Há muitos gigantes que se tombam com o sopro da boca de Deus.Os verdadeiros ricos são aqueles que tem o amor de Deus em seu coração,grandes são aqueles que de joelhos buscam a Deus em oração e sábios são os que sabem falar a linguagem do amor.
Pense nisso e tenha uma boa segunda da paz do Senhor!! 

 

09/06/2015

 

O MAIOR INIMIGO

 

            O maior inimigo do homem é o próprio homem.  Não existe um inimigo que te possas derrotar a não ser você mesmo.

 

Acreditar na existência de um inimigo externo é tentar transferir a própria culpa a outros, como fez Adão lá no jardim do Éden (Então disse Adão: A mulher que me deste por companheira, ela me deu da árvore, e comi. Gênesis 3:12).  Na verdade, ele comeu por decisão própria, não porque a mulher lhe deu.  Ele poderia bem dizer NÃO, pois temos plena liberdade de escolha (E ordenou o Senhor Deus ao homem, dizendo: De toda a árvore do jardim comerás livremente,  Mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás.  Gênesis 2:16,17).  Deus poderia ter impedido que o homem comesse daquele fruto, mas não o fez.  Por quê?

 

PORQUE O HOMEM TERIA QUE CAMINHAR COM AS PROPRIAS PERNAS.  Deus não criou um robô, e sim um ser humano capaz de pensar, raciocinar, tomar decisões; uma pessoa livre para fazer suas escolhas.

 

            É comum hoje em dia você ouvir pessoas dizerem: FOI O INIMIGO QUE FEZ ISSO, quando fazem alguma coisa errada, quando tomam uma decisão errada e entram pelo cano, mas na verdade, quem tomou a decisão errada foi VOCÊ MESMO.  Alguém pode até ter te dito que isso era bom, que era o melhor a se fazer, mas quem decidiu fazer foi VOCÊ.  Ninguém toma decisão pela outra pessoa.

 

Sabe onde está o maior tribunal do mundo?  Na sua cabeça.  Sabe quem é o maior juiz do mundo?  Sua consciência.  Sua consciência te julga, te condena; te joga na lama, te absolve, enfim, você é o seu melhor amigo, mas ao mesmo tempo é o teu pior inimigo.  Sua consciência é o seu melhor advogado, ao mesmo tempo em que é o teu maior juiz.

 

            O que Jesus dizia quando realizava uma cura?   Vamos ver:

 

            E disse-lhe: Levanta-te, e vai; a tua fé te salvou. Lucas 17:19

 

E disse à mulher: A tua fé te salvou; vai-te em paz. Lucas 7:50

 

E ele lhe disse: Tem bom ânimo, filha, a tua fé te salvou; vai em paz. Lucas 8:48

 

E Jesus lhe disse: Vê; a tua fé te salvou. Lucas 18:42

 

Então respondeu Jesus, e disse-lhe: Ó mulher, grande é a tua fé! Seja isso feito para contigo como tu desejas. E desde aquela hora a sua filha ficou sã. Mateus 15:28

 

Então disse Jesus ao centurião: Vai, e como creste te seja feito. E naquela mesma hora o seu criado sarou. Mateus 8:13

 

Certamente você nunca vai encontrar uma passagem em que Jesus diga: EU TE CUREI, ou EU TE SALVEI, mas sempre ele dizia A TUA FÉ TE SALVOU ou A TUA FÉ TE CUROU.

 

 10/06/2015

 

A VERDADEIRA FELICIDADE

 

 

 

A verdadeira felicidade não está em ter tudo o que sonha, mas em amar tudo o que tem.  Muitos são os que tem tanto, mas ao mesmo tempo são os mais infelizes; ao passo que outros, mesmo não tendo nada, são os mais felizes.

 

Lembra-se do jovem rico (Marcos 10, 17-23)?  Ele era dono de muitas riquezas, mas não era feliz, por isso foi procurar Jesus, mas não ficou feliz com as palavras de Jesus por que...  Certamente você já conhece a historia.  Aqui fica um ponto de interrogação: é pecado ser rico?  Pense um pouco:

 

Minha é a prata, e meu é o ouro, disse o Senhor dos Exércitos. (Ageu 2:8)  Se Deus é o dono de tudo, podemos concluir que não é pecado ser rico, a riqueza pertence a Deus, e por isso ela é uma benção, mas o problema é o mal uso que muitos fazem dela. Isso sim é pecado.

 

                Há quem pense que para ser feliz é preciso ter muito dinheiro, mas isso é um grande engano, você pode ser feliz com o que você tem, basta saber fazer o bom uso do que tem.

 

                Medite na letra desta musica:

 

UTOPIA

 

Das muitas coisas

 

Do meu tempo de criança

 

Guardo vivo na lembrança

 

O aconchego de meu lar

 

No fim da tarde

 

Quando tudo se aquietava

 

A família se ajeitava

 

Lá no alpendre a conversar

 

 

 

Meus pais não tinham

 

Nem escola, nem dinheiro

 

Todo dia, o ano inteiro

 

Trabalhavam sem parar

 

Faltava tudo

 

Mas a gente nem ligava

 

O importante não faltava

 

Seu sorriso, seu olhar

 

 

 

Eu tantas vezes

 

Vi meu pai chegar cansado

 

Mas aquilo era sagrado

 

Um por um ele afagava

 

E perguntava

 

Quem fizera estrepolia

 

E mamãe nos defendia

 

Tudo aos poucos se ajeitava

 

 

 

O sol se punha

 

A viola alguém trazia

 

Todo mundo então pedia

 

Pro papai cantar com a gente

 

Desafinado

 

Meio rouco e voz cansada

 

Ele cantava mil toadas

 

Seu olhar ao sol poente

 

 

 

Passou o tempo

 

Hoje eu vejo a maravilha

 

De se ter uma família

 

Quando tantos não a tem

 

Agora falam

 

Do desquite e do divórcio

 

O amor virou consórcio

 

Compromisso de ninguém

 

 

 

E há tantos filhos

 

Que bem mais do que um palácio

 

Gostariam de um abraço

 

E do carinho entre seus pais

 

Se os pais amassem

 

O divórcio não viria

 

Chamam a isso de utopia

 

Eu a isso chamo paz

 

                Que você tenha um bom dia na paz do senhor.

 

 11/06/2015

 

SANTOS, quem são?

 

 

 

A palavra SANTO vem do grego “hagios”, que significa “consagrado a Deus, divino, sagrado, piedoso”.  

 

A idéia da palavra “santo” é de um grupo de pessoas escolhidas para o Senhor e o Seu Reino. Há três referências relacionadas ao caráter piedoso dos santos; “... que a recebais no Senhor como convém aos santos...” (Romanos 16:2). “...com vistas ao aperfeiçoamento dos santos para o desempenho no seu serviço, para a edificação do corpo de Cristo” (Efésios 4:12). “Mas a impudicícia e toda sorte de impurezas ou cobiça nem sequer se nomeiem entre vós, como convém a santos” (Efésios 5:3).
Portanto, nos termos das Escrituras, os “santos” são o corpo de Cristo, os cristãos, a Igreja. Todos os cristãos são considerados santos... e ao mesmo tempo são chamados para serem santos. 1 Coríntios 1:2 diz claramente: “...à igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus, chamados para ser santos...” As palavras “santificados” e “santos” têm a mesma origem grega. Os cristãos são santos pela virtude da sua conexão com Jesus Cristo. Os cristãos são chamados a ser santos, para cada vez mais permitir que a sua vida diária se aproxime da sua posição em Cristo. Essa é a descrição e o chamado bíblico dos santos.

 

Como o entendimento católico romano dos “santos” se compara com o ensinamento bíblico?   NÃO MUITO BEM.

 

Na teologia católica, os santos estão no Céu. Na Bíblia, os santos estão na terra.

 

No ensinamento católico, uma pessoa não se torna um santo e menos que seja “beatificada” ou “canonizada” pelo papa ou por um bispo proeminente. Na Bíblia, todo aquele que recebe a Jesus Cristo pela fé é um santo.

 

Na prática católica, os santos são reverenciados, recebem orações e, em alguns casos, são adorados.

 

Na bíblia, os santos são chamados a reverenciar, adorar e orar apenas a Deus.

 

 

 

A

 

BÍLIA ENSINA

 

Vocês estão enganados porque não conhecem as Escrituras e nem o poder de Deus. (Mateus 22, 29)

 

Abra qualquer jornal ou assista a um noticiário de televisão ou rádio que você verá quantos crimes são cometidos, quanta guerra e quanto terrorismo.  Agora pense nos seus próprios problemas, seja uma doença ou a morte de um ente querido.  Será que é isso que Deus quer para você e para toda a humanidade?  Você tem esperança de um dia existir paz no mundo?

 

            Diante de tanto sofrimento muitas vezes nos sentimos como Jó, um servo de Deus que perdeu tudo o que tinha, ficou pobre e sem saúde (leia o livro de Jó).    Será que Deus é o causador de tanto sofrimento?  Quem é Deus?  Onde ele está?

 

            Tais perguntas muitas vezes ficam em nossa mente sem resposta, mas a Bíblia pode responder todas elas e muito mais.  Nesta matéria você vai ter algumas respostas como essas e vai poder conhecer melhor Deus e seu plano de salvação.  Vai ver que podemos ter esperança de um futuro melhor.  Basta fazer sua parte para que o plano de salvação aconteça.

 

            Não deixe de ler as passagens bíblicas propostas nesta matéria.  Também não deixe de fazer uma oração antes de começar a estudar a bíblia. 

 

 

 

QUEM É DEUS E ONDE ELE ESTÁ?

 

 

 

Conheço um homem em cristo que há quatorze anos foi arrebatado ao terceiro céu.  Sei que esse homem foi arrebatado até o paraíso e ouviu palavras inefáveis que não são permitidas ao homem repetir.  (2º Coríntios 12, 2-4      

 

De acordo com a visão do apostolo Paulo, Deus está no terceiro céu.  Mas onde está o terceiro céu?

 

            O primeiro céu é o céu atmosférico, onde as aves voam.  O segundo céu é o céu astronômico, onde estão os astros como o sol e as estrelas.

 

Se Deus está no terceiro céu, ele está acima dos astros.  Qual a distância da terra no terceiro céu?

 

Para calcular esta distancia, vamos considerar que ele está acima da mais alta estrela do universo.  A estrela que está mais próxima da terra está a uma distancia de quatro anos-luz, ou seja, para chegar até ela precisamos viajar durante quatro anos na velocidade da luz (300.000 km/s).  Se você fizer este calculo vai chegar a um número muito grande (37.847.200.000.000.000 metros), o que significa que o universo é infinito, pois Deus está acima das mais altas estrelas.  Mas se ele está tão distante assim, como pode nos ouvir quando clamamos a ele por socorro?  Como é que ele mantém este mundo tão grande sob seu poder?

 

            A bíblia ensina:

 

            “No principio Deus criou o céu e a terra.  A terra porém era sem forma e vazia.  As trevas cobriam o abismo e um vento impetuoso soprava as águas.  Deus disse: haja...  E houve...”(Gênesis 1)

 

            Deus criou todas as coisas com o poder de sua palavra.  Ele falava e as coisas apareciam, mas com o ser humano foi diferente.  Vejamos o relato que está em Genesis 1, 26-27; 2, 7:

 

E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra.  (Gênesis 1:26)

 

Neste texto vimos que ao criar o ser humano Deus teve mais cuidado, pois não disse “haja um homem e apareceu um homem”, ELE FEZ O HOMEM de barro e soprou nas suas narinas um sopro de vida.  Isto significa que, para ele, o ser humano é muito importante.  É tão importante que ele deu ao ser humano o direito de dominar sobre tudo o que existe sobre a terra.  Os animais não têm domínio total sobre a terra, apenas dominam o seu território, mas o homem domina tudo o que está sobre a terra.  Prova disto a natureza está sendo destruída por mãos humanas.

 

Podemos concluir que, se Deus deu ao homem poder de dominar a terra, isto quer dizer que temos o poder de dominarmos a nós mesmos, ou seja, dominar os nossos interesses, nossos impulsos, nossas vontades.  O problema é que muitas vezes o ser humano não conhece suas capacidades, não conhece seu potencial.  Nós fomos criados com toda a capacidade de pensar, de agir e por isso somos responsáveis por todos os nossos atos, sejam bons ou maus.  Muitos dizem que tudo o que acontece de mal no mundo é obra do diabo, mas quem é esse diabo?  Porventura não é o próprio homem que pratica o mal?  Não é o próprio ser humano que abusa do seu poder de domínio e pratica tudo o que é mal e ruim para ele próprio?

 

            Poderíamos analisar, por exemplo, uma família que se quebra por motivo de adultério: muitos dizem que foi o inimigo que levou um membro da família a praticar tal ato, mas porventura não foi a própria pessoa que usou do seu livre arbítrio e cometeu o ato pecaminoso?  Como podemos jogar a culpa num inimigo que nem o vemos?  O maior inimigo do homem é o próprio homem, pois ele é livre para tomar decisões e dizer sim e não quando for preciso. 

 

 

 

Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e DOMÍNIO PRÓPRIO. Contra essas coisas não há lei.Gálatas 5:22,23

 

 

 

Leia o livro de Jonas e reflita:

 

 

 

            01 – O que Deus pediu que Jonas fizesse?

 

            02 – Qual foi a resposta de Jonas?

 

            03 – Quem o levou a dar essa resposta?

 

            04 – Quais foram as consequências dessa resposta?

 

 

 

Mas então se Deus está tão distante, como posso conhecê-lo se nunca o vi?

 

É muito simples: imagine que você é funcionário de uma grande empresa e seu patrão foi viajar para muito longe e não vai voltar logo.  Você nunca o viu.  Como pode conhecê-lo?  Certamente ele deixou alguma coisa escrita sobre a direção da empresa ou deixou alguém encarregado de transmitir suas ordens.  Deus fez o mesmo, deixou sua palavra escrita – a BIBLIA – e deixou também seus missionários, os profetas.  Mas esse patrão certamente vai voltar um dia, mas não disse quando.  Você, sendo um empregado fiel deve ficar sempre preparado para a chegada do patrão, pois se ele encontrar você fazendo algo que não está certo, certamente te demitirá.  Deus também prometeu ao ser humano que viria para salvá-lo do pecado, no qual a humanidade havia caído VOLUNTARIAMENTE, mas não disse quando seria esse dia.  Veja o que a bíblia ensina a esse respeito: (leia Genesis 3, 21)

 

            O que a bíblia quer nos ensinar?  O que significa vestes de pele?

 

            Se você ler todo este capítulo do livro do Genesis, vai ver que após cair em pecado, Adão fez vestes de folhas de figueira para ele e para sua mulher, o que significa que, com o pecado, o ser humano perde a dignidade.

 

            Você já passou por uma situação de pecado e se sentiu indigno?  Como foi?  ___________________________________________________

 

____________________________________________________________

 

            Mas Deus não deixou que o homem ficasse nesta situação de indignidade, sacrificou dois animais e fez com a pele deles vestes para Adão e para sua mulher.  A veste de pele significa que Deus devolveu ao homem o direito a dignidade, o direito de ser gente.  Com este gesto de sacrificar dois animais ele deixou bem claro que viria morrer para salvar este ser que ele criou com tanto amor e carinho. 

 

“Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu. O governo está sob seus ombros; e o seu nome será Maravilhoso, Conselheiro, Deus forte, Pai da Eternidade e Príncipe da paz.” (Isaias 9, 6)

 

            Deus jamais abandonaria os seres que ele criou com tanto amor, pois ele é amor, é justiça e, acima de tudo, é o criador e mantenedor de toda a obra criada.  Principalmente os seres humanos.

 

            Se você acha que Deus está tão longe de você e não se preocupa com os seus sofrimentos, lembre-se de uma coisa: “A distância pode causar o sofrimento, mas jamais causará o esquecimento.” Se nós, seres humanos, não nos esquecemos de um ente querido que esteja distante quanto mais Deus.  Jamais ele se esquecerá de seus filhos, pois para ele não existe distancia.  Deus é amor e se você ama, é porque ele te amou primeiro.

 

            Daí surge uma pergunta: se Deus é amor, então porque ele me deixa sofrer tanto?  Por que ele não ouve minhas preces quando estou em aflição?  Será que ele não está vendo a miséria que o mundo está vivendo?  Não está vendo as crianças abandonadas pelas ruas se drogando e prostituindo, sem abrigo e sem alimento?

 

            Vamos ver o que a bíblia ensina a este respeito, mas antes vamos fazer uma breve reflexão:

 

 

 

PARA REFLETIR

 

 

 

01 – Em algum momento de sua vida você já se sentiu abandonado por Deus?  Como foi?

 

 

 

02 – O que você faria se soubesse que um familiar seu está passando necessidades num lugar muito distante onde você não pode ir?  Supondo que este familiar seja um filho seu, como você o ajudaria?

 

 

 

03 – Se Deus é amor, quem é o causador de tanto sofrimento? (Gênesis 3)

 

 

 

04 – O que a bíblia quer nos ensinar dizendo que Deus fez vestes de pele para Adão e para sua mulher? (Isaias 53)

 

 

 

05 – Quando foi que esta promessa de Deus se cumpriu? (Mateus 27, 33-44)

 

 

 

POR QUE EXISTE O SOFRIMENTO?

 

 

 

            Será que Deus é indiferente e insensível?  Muitos acham que a resposta para essa pergunta é sim, pois se ele se importasse com este mundo ele seria um lugar bem diferente.  Vemos ao nosso redor um mundo cheio de guerras, ódio, sofrimento de toda a espécie e todos nós estamos sujeitos a ficar doentes, perder nossos entes queridos e daí vem a pergunta?  Onde Deus estava quando eu estava passando por momentos difíceis?  Ele não está vendo o meu sofrimento?  Se ele se importasse comigo não deixaria que eu passasse por este sofrimento tão grande.

 

            O pior é que muitas pessoas que se dizem cristãos levam as pessoas a acreditar que Deus é realmente insensível, pois em caso de tragédias eles dizem que essa é a vontade de Deus, ou que Deus quis assim.  Ainda existe quem diga que era destino da pessoa sofrer assim, pois Deus a destinou ao sofrimento.  Essas pessoas culpam a Deus por tudo de ruim que acontece no mundo.  Mas será que é isso que a bíblia ensina?  Vamos ver: (leia Tiago 1, 13-14)

 

            A bíblia deixa bem claro que Deus não é o causador dos males que acontecem no mundo, a culpa é toda do próprio ser humano que se deixa levar pelas suas paixões desenfreadas.  Deus apenas permite que o ser humano sofra com as suas decisões erradas, mas existe uma grande diferença entre permitir e causar.

 

            Por exemplo, pense num pai amoroso que tem um filho adulto, mas rebelde.  Esse filho decide sair de casa e o pai permite que o filho cumpra o seu desejo, mas não é o culpado pelo que o filho vai sofrer longe de casa. (leia Lucas 15, 11-32)

 

Da mesma forma, Deus não impede que o ser humano siga os seus maus caminhos, mas ele jamais causa qualquer tipo de sofrimento a esta pessoa que escolheu um mau caminho.  Lembra-se da criação?  Ele criou o ser humano com liberdade de escolha (leia Genesis 2, 16-17), mas essa liberdade tinha um limite: a obediência.  Quando falamos em liberdade, temos que lembrar que liberdade exige responsabilidade, pois do contrário não é liberdade, e sim libertinagem. (leia Lucas 13, 1-5; Gálatas 6, 6-10 e 1º Coríntios 10, 13)

 

            Temos na bíblia muitos exemplos de pessoas que fizeram mal uso da liberdade que tem e sofreram as consequências.  Um exemplo bem claro deste fato é o profeta Jonas.  Ele foi escolhido para anunciar o evangelho numa determinada cidade, mas tentou fugir da presença de Deus para não cumprir sua missão e pagou muito caro por isso. (leia o livro de Jonas na sua bíblia)

 

            Outro exemplo é o de Ananias e Safira que prometeram vender suas propriedades e entregar o valor arrecadado ao templo para fortalecer o trabalho missionário dos apóstolos, mas ao pegar o dinheiro nas mãos, resolveram enganar a Deus entregando apenas uma parte do dinheiro e sofreram as consequências. (leia Atos 5, 1-11)

 

Todo ato tem uma consequência, seja boa ou mal, como diz a bíblia, cada um colhe o que plantar (Gálatas 6, 7).

 

            Mas como é que Deus encara todos esses acontecimentos?  Será que ele fica sorrindo de felicidade ao ver seus filhos sofrerem?  É claro que não, ele fica muito triste e magoado ao ver que um filho seu está sofrendo, mas não pode interferir nas nossas decisões.  Ele nos deu liberdade de escolher o que é bom e o que não é. (leia Gênesis 6, 1-6)

 

            Para provar seu imenso amor, Deus não deixou que o ser humano ficasse perdido nos seus instintos egoístas e providenciou uma saída para o pecado: enviar seu próprio filho para morrer pelo ser humano. (leia Genesis 3, 21)

 

            Portanto ninguém precisa morrer no seu próprio pecado, pois existe uma saída: aceitar o sacrifício de Jesus.  Ele disse que é a vida e a ressurreição.  Quem crê nele ainda que esteja morto viverá. (leia João 11, 23-26 e 1º Coríntios 15, 50-58)

 

            Todo aquele que aceitar a salvação oferecida por Jesus viverá num mundo sem lágrimas e sem dor.  Lá não haverá mais morte, clamor e nem qualquer tipo de sofrimento. (leia Apocalipse 21, 1-5)

 

 

 

Para refletir:

 

 

 

01 – Se Deus é amor, quem é o causador de todo tipo de sofrimento que aflige a humanidade? (Genesis 3, 1-5)

 

 

 

02 – Por que uns sofre tanto e outros vivem numa boa?  Deus não está com todos da mesma maneira?(Gálatas 6, 6-10)

 

 

 

03 – O que você diria a uma pessoa que sempre fez o bem ao próximo e num determinado momento de sua vida contrai uma doença incurável e passa o resto da vida numa cama? (João 9, 1-4)

 

 

 

04 – Que conselho você daria a uma pessoa que viveu uma vida toda no alcoolismo e está com uma doença incurável, motivo pelo qual não tem mais nenhuma esperança de vida? (João 11, 23-26; 1º coríntios 15, 50-58 e Apocalipse 21, 1-5)

 

 

 

05 – Como Deus se sente ao ver alguém sofrendo? (Genesis 6, 1-6)

 

 

12/06/2015

LAVO MINHAS MÃOS

 

Quando Pilatos percebeu que não estava obtendo nenhum resultado, mas, pelo contrário, estava se iniciando um tumulto, mandou trazer água, lavou as mãos diante da multidão e disse: "Estou inocente do sangue deste homem; a responsabilidade é de vocês".  (Mateus 27:24)

 

- Quer ir, que vá.  Cansei de te ensinar, falar, não quer dar ouvidos, que se...  Eu lavo minhas mãos.

Certamente você já cansou de ouvir relatos como este, principalmente quando um jovem ou adolescente vai para o mundo do crime, das drogas, prostituição ou algo semelhante; é comum o pai ou a mãe dizer isso.  Mas será que realmente fizeram tudo o que era necessário mesmo?  Encontramos na Palavra de Deus o seguinte relato: Ensina à criança o caminho que ela deve seguir; mesmo quando envelhecer, dele não se há de afastar.  (Provérbios 22:6).  Será que essa passagem não vale para os nossos dias?  Ou será que a Palavra não tem credibilidade?

 

VAMOS PENSAR UM POUCO:

A maioria das pessoas que se envolvem com esse tipo de vida tem históricos de problemas na família, onde a maioria se queixa de pais separados.  Será que podemos considerar esse problema como neutro?

É muito fácil lavar as mãos da responsabilidade, é muito fácil jogar a culpa nos outros, no sistema politico, etc., mas o difícil é assumir a própria culpa, como muitos fazem.  EU LAVO MINHAS MÃOS, é o que muitos dizem, assim como Pilatos o fez diante de Jesus quando na verdade ele tinha poder para libertá-lo.  O problema é que o dinheiro falou mais alto, o status falou mais alto, e certamente ele não queria perder sua posição social diante de Cesar.  Com esse gesto covarde ele se safa da responsabilidade de fazer esse julgamento falsificado e deixa a responsabilidade nas mãos da multidão.  Isso é exatamente o que acontece hoje em dia, quando alguém procura jogar a culpa de tudo o que acontece nas mãos de outros, como, por exemplo, dizer que a culpa da decadência social é problema do sistema politico, dizer que a degradação da fé cristã é culpa dos lideres religiosos, e assim por diante.

 

DE QUEM É A CULPA?

Seria muito fácil procurar um culpado para tudo o que acontece de errado, mas muitas vezes, o culpado pode ser a mesma pessoa que se coloca no lugar de VÍTIMA.  Se a sociedade está um caos a culpa não é somente do sistema politico ou do sistema religioso, ELA PODE SER SUA TAMBÉM.  Ninguém é uma ilha, todos nasceram em uma família, cresceram em uma família, foi ali que deram os primeiros passos, foi nessa família que essa pessoa aprendeu a caminhar com suas próprias pernas.

No caso de uma pessoa que se torna um delinquente, por exemplo, nem sempre a culpa é toda dela, pois cada pessoa reflete aquilo que aprendeu na sua infância.  Dificilmente uma pessoa que cresceu numa família acolhedora, onde recebeu carinho e amor dos seus pais vai se desviar do bom caminho, mas o que mais vemos hoje em dia são filhos abandonados porque a família se quebrou, dai esse filho fica com o pai ou com a mãe, isso quando não fica na responsabilidade de outro membro da família.

Dai você pode me questionar, dizendo que essa criança está sendo bem cuidada, recebendo todo o que precisa para se formar, mas não se esqueça de que EDUCAÇÃO VEM DO BERÇO, vem do lar, apesar de ela receber amor e carinho de outras pessoas, o exemplo dos seus pais vai ser o que ela vai seguir no futuro.  O testemunho sempre fala mais alto que multidões de palavras.  Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Mateus 7:21.

         É lamentável ouvir pessoas dizendo que esperam uma sociedade melhor quando o seu testemunho não condiz com isso.  São pais irresponsáveis que colocam filho no mundo e abandonam, são famílias irresponsáveis que se separam por motivos banais e se esquecem de suas covardes atitudes vão refletir na sociedade do amanhã.  Tais pessoas deveriam estar felizes com a sociedade que tem, pois foi isso que semearam.  Não se deixem enganar: de Deus não se zomba. Pois o que o homem semear, isso também colherá.  (Gálatas 6:7)

         Outro fato lamentável é ver pessoas preocupadas com acontecimentos no mundo moderno, como vimos dias atrás uma manifestação da associação PARADA GAY, fato que deu grande comentário nas redes sociais.  Que hipocrisia!  Quem protesta acaba fazendo com que o evento ganhe força e atinja seu objetivo, que é nada mais que SE APARECER.  Se as pessoas dessem menos importância para esses acontecimentos eles acabariam perdendo sua força e chegaria a lugar nenhum.

Outros se preocupam tanto com as igrejas cristãs, com os seus ensinamentos, que muitas vezes realmente são abusivos que acabam deixando de lado os ensinamentos de Jesus, que é: Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas.  (Mateus 6:33).  SERÁ QUE TAIS PESSOAS ESTÃO BUSCANDO O REINO DE DEUS EM PRIMEIRO LUGAR NA SUA VIDA OU ESTÃO MAIS PREOCUPADOS COM O QUE OS OUTROS ESTÃO FAZENDO?

         Lavar as mãos foi o maior ato covarde que Pilatos cometeu em sua vida, mas também é o maior ato covarde que muitos estão praticando nos dias atuais.  EU LAVO MINHAS MÃOS QUANDO:

- Me sinto no direito de julgar um filho que se desviou do caminho.

- Quando abandono um filho e espero ver uma sociedade melhor.

- Quando não tenho responsabilidade no casamento, optando pelo divorcio sem pensar na vida dos filhos.

- Quando julgo as autoridades pelo mal que está assolando a sociedade, pois estou apenas colhendo o que plantei um dia.

         Pare e pense um pouco melhor nas suas atitudes, comece a mudar seu modo de pensar, de viver, de agir e comece a passar isso adiante.  Mostre para a sociedade que tudo pode ser melhor se cada UM FIZER SUA PARTE.  Não espere que os poderes políticos façam por você aquilo que você mesmo pode fazer.

         Um novo mandamento lhes dou: Amem-se uns aos outros. Como eu os amei vocês devem amar-se uns aos outros.  Com isso todos saberão que vocês são meus discípulos, se vocês se amarem uns aos outros.  (João 13:34,35).  Eis ai o ensinamento de Jesus que muitos se esqueceram, e ao invés de pregarem o amor ao próximo, LAVAM AS MÃOS dessa responsabilidade.

 

 13/06/2015

HISTÓRIA DE SANTO ANTÔNIO

 

 

 

Santo António ou Antônio de Lisboa, também conhecido como Santo António de Pádua , OFM (Lisboa,15 de Agosto de 1191-1195? — Pádua13 de junho de 1231), de sobrenome incerto mas batizado como Fernando, foi um Doutor da Igreja que viveu na viragem dos séculos XII e XIII1 .

Primeiramente foi frade Agostinho no Convento de São Vicente de Fora, em Lisboa, indo posteriormente para o Convento de Santa Cruz, em Coimbra, onde aprofundou os seus estudos religiosos através da leitura da Bíblia e da literatura patrística, científica e clássica. Tornou-se franciscano em 1220 e viajou muito, vivendo inicialmente em Portugal, depois na Itália e na França.  No ano de 1221 fez parte do Capítulo Geral da Ordem de Assis, a convite do próprio Francisco, o fundador, que o convidou também a pregar contra os albigenses em França.  Foi transferido depois para Bolonha e de seguida para Pádua, onde morreu aos 36 (ou 40) anos.

A sua fama de santidade levou-o a ser canonizado pela Igreja Católica pouco depois de falecer, distinguindo-se como teólogomísticoasceta e sobretudo como notável orador e grande taumaturgo. Santo António de Lisboa é também tido como um dos intelectuais mais notáveis de Portugal do período pré-universitário. Tinha grande cultura, documentada pela coletânea de sermões escritos que deixou, onde fica evidente que estava familiarizado tanto com a literatura religiosa como com diversos aspetos das ciências profanas, referenciando-se em autoridades clássicas como Plínio, o VelhoCíceroSénecaBoécioGaleno e Aristóteles, entre muitas outras. O seu grande saber tornou-o uma das mais respeitadas figuras da Igreja Católica do seu tempo. Lecionou em universidades italianas e francesas e foi o primeiro Doutor da Igreja franciscano. São Boaventura disse que ele possuía a ciência dos anjos. Hoje é visto como um dos grandes santos do Catolicismo, recebendo larga veneração e sendo o centro de rico folclore.2

Primeiros anos

Santo António nasceu em Lisboa em data incerta, numa casa próxima da , às portas da cidade, no local onde posteriormente se ergueu a igreja sob sua invocação. A tradição indica 15 de agosto de 1195, mas não há documento fidedigno que confirme esta data. Também foi proposto o ano de 1191, mas, segundo um seu biógrafo, o padre Fernando Lopes, as contradições em sua cronologia só se resolveriam se ele tivesse nascido em torno de 1188. Tampouco se sabe com certeza quem foram seus pais. Nenhuma das biografias primitivas os citam, e somente no século XIV, a partir de tradições orais, é que se começou a atribuir ao pai o nome de Martim ou Martinho de Bulhões, e à mãe, o de Maria Teresa Taveira. Fixando-se esses nomes na memória popular, e com a crescente fama do santo, não custou a biógrafos tardios atribuírem também aos seus pais uma dignidade superior. Do pai foi dito ser descendente do celebrado Godofredo de Bulhões, comandante da I Cruzada, e da mãe, que descendia de Fruela I, rei de Astúrias, mas tal parentesco nunca pôde ser comprovado. A forma de seu nome de batismo é igualmente obscura, pode ter sido Fernando Martins ou Fernando de Bulhões.

Fez os primeiros estudos na Igreja de Santa Maria Maior (hoje Sé de Lisboa), sob a direção dos cónegos da Ordem dos Regrantes de Santo Agostinho. Como era a prática da ordem, deve ter recebido instrução no currículo das artes liberais do trivium e do quadrivium, o que certamente plasmou seu caráter intelectual. Ingressando ainda um adolescente como noviço da mesma Ordem, no Mosteiro de São Vicente de Fora, iniciou os estudos para sua formação religiosa. A biblioteca de São Vicente de Fora era afamada pela sua rica coleção de manuscritos sobre as ciências naturais, em especial a medicina, o que pode explicar as constantes referências científicas em seus sermões.   Poucos anos depois pediu permissão para ser transferido para o Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra, a fim de aperfeiçoar sua formação e evitar distrações profanas, já que era constantemente visitado por amigos e parentes. Coimbra era na época o centro intelectual de Portugal, e ali se deve ter envolvido profundamente no estudo da Bíblia e nos textos dos Padres da Igreja. Nesta época entrou em contato com os primeiros missionários franciscanos, chegados em Portugal em 1217, e que estavam a caminho do Marrocos para evangelizar os mouros. Sua pregação doEvangelho no espírito de simplicidade, idealismo e fraternidade franciscana, e sua determinação missionária, devem ter tocado o sentimento de Fernando. Entretanto, uma impressão ainda mais forte ocorreu quando os corpos desses frades, mortos em sua missão, voltaram a Coimbra, onde foram honrados como mártires. Autorizado a juntar-se a outros franciscanos que tinham um eremitério nos Olivais, sob a invocação de Santo António do Deserto, mudou seu nome para António e iniciou sua própria missão em busca do martírio.

 

A sua missão

Por essa altura, decidiu deslocar-se ele também a Marrocos, mas, lá chegando, foi acometido por grave doença, sendo persuadido a retornar. Fê-lo desalentado, já que não havia proferido um único sermão, não convertera nenhum mouro, nem alcançara a glória do martírio pela fé. No regresso, uma forte tempestade arrastou o barco para as costas da Sicília, onde encontrou antigos companheiros. Ali se quedou até a primavera de 1221, dirigindo-se com eles então para Assis a fim de participarem do Capítulo da Ordem - o último que seria feito com a presença do fundador.  Em Assis encontrou-se com São Francisco de Assis e os seus primeiros seguidores, um evento de grande importância em sua carreira. Sendo designado para um eremitério em Montepaolo, na província da Romagna, ali passou cerca de quinze meses em intensas meditações e árduas disciplinas.

Pouco depois aconteceu uma ordenação de frades em Forlì, quando deixou o isolamento e para lá se dirigiu. Até então os franciscanos não sabiam de sua sólida formação, mas faltando o pregador para a cerimónia, e não havendo nenhum frade preparado para tal, o provincial solicitou a António que falasse o que quer que oEspírito Santo o inspirasse. Protestou, mas obedeceu, e dissertando para os franciscanos e dominicanos lá reunidos de forma fluente e admirável, para a surpresa de todos, foi de imediato destinado pelo provincial à evangelização e difusão da doutrina pela Lombardia. Entretanto, a prática franciscana desencorajava o estudo erudito, mas em novembro de 1223 o papa Honório III sancionou a forma final da Regra da Ordem Franciscana, onde uma formação mais aprimorada se tornou autorizada, desde que submissa ao trabalho manual, à prece e à vida espiritual. Recebendo a aprovação para a tarefa pastoral do próprio Francisco, fixou-se então em Bolonha, onde se dedicou ao ensino da teologia na universidade e à pregação. Deslocando-se em seguida para a França, ensinou nas universidades de Toulouse e Montpellier, passando também por Limoges.

Em 1226 assistiu ao Capítulo de Arles, e em outubro do mesmo ano, após a morte de Francisco, serviu como enviado da Ordem ao papa Gregório IX, para apresentar-lhe a Regra da Ordem. Em 1227 foi indicado ministro provincial da Romagna, e passou os três anos seguintes pregando na região, incluindo Pádua, para audiências cada vez maiores. Nesse período colocou por escrito diversos sermões. Participou do Capítulo Geral, em Assis, em 1230, onde também assistiu no translado dos restos mortais de São Francisco de Assis, da Igreja de São Jorge para a nova Basílica.

Nesse mesmo ano de 1230, solicitou ao papa dispensa de suas funções como provincial para dedicar-se à pregação, reservando algum tempo para a contemplação e prece no mosteiro que havia fundado em Pádua. Sempre trabalhando pelos necessitados, envolveu-se também em questões políticas, a exemplo de sua viagem a Verona para pedir a libertação de prisioneiros guelfos feitos pelo tirano gibelino Ezzelino, e em 1231 persuadiu a municipalidade de Pádua a elaborar uma lei que impedia a prisão por dívidas se houvesse a possibilidade de compensação de outras formas.

 

Últimos dias

Pouco depois da Páscoa de 1231 sentiu-se mal, declarou-se hidropisia e ele deixou Pádua para dirigir-se ao eremitério de Campo sanpiero, nos arredores da cidade.   Outras versões dizem que terá sido hospedado pelo conde Tiso, devido o estado de saúde precário,  ou que seus companheiros ergueram-lhe uma cabana no alto de uma árvore, onde teria permanecido alguns dias.

 Percebendo que a morte estava próxima, pediu para ser levado de volta a Pádua, mas apenas tendo alcançado o convento das clarissas de Arcella, subúrbio de Pádua, ali faleceu, em 13 de junho de 1231. As clarissas reclamaram seu corpo, mas a multidão acabou sabendo de seu passamento, tomou-o e o levou para ser sepultado na Igreja de Nossa Senhora. Sua fama de santidade era tamanha que foi canonizado logo no ano seguinte, em 30 de maio, pelo papa Gregório IX. Os seus restos mortais repousam desde 1263 na Basílica de Santo António de Pádua, construída em sua memória logo após sua canonização. Quando sua tumba foi aberta para iniciar o processo de translado, sua língua foi encontrada incorrupta, e São Boaventura, presente no ato, disse que o milagre era prova de que sua pregação era inspirada por Deus. E incorrupta está até hoje, em exposição na Capela das Relíquias da Basílica. Foi proclamado Doutor da Igreja pelo papa Pio XII em 16 de janeiro de 1946 e é comemorado no dia 13 de junho. 

 

 

 15/06/2015

 

QUE HORAS SÃO?

 

 

 

Alta madrugada, Jesus dirigiu-se a eles, andando sobre o mar.
Quando o viram andando sobre o mar, ficaram aterrorizados e disseram: "É um fantasma!” E gritaram de medo.  Mas Jesus imediatamente lhes disse: "Coragem! Sou eu. Não tenham medo!” "Senhor", disse Pedro, "se és tu, manda-me ir ao teu encontro por sobre as águas".
 “Venha", respondeu ele. Então Pedro saiu do barco, andou sobre a água e foi na direção de Jesus.  Mas, quando reparou no vento, ficou com medo e, começando a afundar, gritou: "Senhor, me salva!” Imediatamente Jesus estendeu a mão e o segurou. E disse: "Homem de pequena fé, porque você duvidou?” (
Mateus 14:25-31).

 

Que horas é no relógio da sua vida, meia-noite, alta madrugada, o dia está amanhecendo ou anoitecendo?  Não importa, se Jesus está no seu barco a tempestade jamais vai te amedrontar.  Era um momento critico na historia da humanidade, as pessoas buscavam a Deus onde ele não estava, viviam nas trevas do engano, do egoísmo, da ganancia, da autossuficiência, enfim, viviam rodeados de trevas, conforme relata o profeta Isaias: Olhe! A escuridão cobre a terra, dessas trevas envolvem os povos, mas...  (Isaías 60:2).  Foi nesse momento de trevas que Jesus veio a essa terra para ensinar a verdadeira maneira de se viver, mas nem todos, ou seja, a minoria foi que entendeu seu plano de salvação.

 

“Alta madrugada” indica um momento de grande decadência na fé, onde a humanidade se encontrava em total desespero sem ter alguém que lhe mostrasse o verdadeiro caminho a seguir.  É justamente nesse momento do dia em que a noite fica mais escura, quando o sol está perto de nascer.

 

         A igreja se lembrou dos ensinamentos de Jesus, que disse que estaria com eles todos os dias, até o fim (Mateus 28, 20), tentaram acreditar nessas palavras, mas se tornaram autossuficientes e começaram a afundar na fé (Mateus 14, 30).

 

Isso muitas vezes acontece com aqueles que julgam fortes na fé e começam a deixar de lado o estudo da bíblia, a comunhão com sua comunidade, começam a se sentirem autossuficientes para tomar suas próprias decisões e é justamente ai que CAEM NA FÉ.  Podemos ver isso bem claro na parábola do filho prodigo em Lucas 15, 11 – 32, onde o filho pede ao pai tudo o que lhe pertence e vai embora para uma terra distante, e lá gasta tudo o que tem de forma desordenada até que vai parar num chiqueiro para cuidar de porcos.  Lembrando que aquele filho tinha tudo na casa do pai; tinha morada, tinha alimento com fartura, tinha amor, enfim, não lhe faltava nada, mas mesmo assim ele achava que não estava bom e queria viver um mundo diferente.

 

Muitos hoje em nossos dias tem “tudo”, mas não se sentem satisfeitos, querem algo mais em sua vida, querem “liberdade”, esquecem de que a verdadeira liberdade está em fazer a vontade do PAI.  Podemos comparar nossa vida com uma locomotiva, que pode se considerar em liberdade quando corre sobre os trilhos, pois se tomarem a liberdade de saírem dos trilhos já não estarão mais livres, e sim, condenadas a não seguir viagem.

 

Uma pessoa que toma a liberdade de partir para o mundo ilusório das drogas não está livre, e sim, escravo do vicio.  Mal sabem eles que estão acabando com sua própria vida antes do tempo.  Uma pessoa que se envolve com prostituição não é livre, e sim escrava dos desejos carnais, o que pode leva-la a terminar sua vida num leito de hospital.  Uma pessoa que abandona o caminho de Deus, pensa que é livre, mas na verdade não passa de um escravo do trabalho, dos desejos mundanos, dos vícios, enfim, essa pessoa muitas vezes acaba sendo uma vitima de depressão ou de outras doenças mentais que a podem levar a terríveis enfermidades.

 

         Muitos são os que tentam desafiar a Deus pedindo um milagre, uma prova, um sinal da sua presença.  Muitos, depois de caírem num leito de hospital ou numa terrível depressão vão à procura de comunidades religiosas que prometem milagres ou curas milagrosas imediatas, mas ao verem que isso não acontece, vem a triste decepção: algumas buscam socorro na palavra de Deus (Mateus 14, 30), enquanto outras blasfemam o nome de Deus.

 

         "Homem de pequena fé, porque você duvidou?”.  É o que Jesus pergunta a cada um que hoje está passando por momentos difíceis em sua vida.  Se creres, Ele pode te salvar, mas se duvidares, nada poderás fazer por ti.

 

         Vamos orar neste momento pedindo a presença de Jesus na nossa vida:

 

         Senhor, venha em nosso socorro neste dia.  O mar está agitado, o vendo sopra forte, estou naufragando.  Toma-me em tuas mãos neste momento difícil e salva-me Senhor.  Aumenta minha fé e transforma minha vida, eu creio em ti, Senhor.

 

Isso é o que te peço e agradeço em nome de Jesus.  AMEM.

 

         Que seu dia seja de muita paz, saúde e bênçãos.  Que sua semana seja abençoada.

 

 

 16/06/2015

 

Bill Gates foi convidado por uma escola secundária para uma palestra. Chegou de helicóptero, tirou o papel do bolso onde havia escrito onze itens. Leu tudo em menos de 5 minutos, foi aplaudido por mais de 10 minutos sem parar, agradeceu e foi embora em seu helicóptero. O que estava escrito é muito interessante, leiam:

 

1. A vida não é fácil — acostume-se com isso.

2. O mundo não está preocupado com a sua auto-estima. O mundo espera que você faça alguma coisa útil por ele ANTES de sentir-se bem com você mesmo.

3. Você não ganhará R$20.000 por mês assim que sair da escola. Você não será vice-presidente de uma empresa com carro e telefone à disposição antes que você tenha conseguido comprar seu próprio carro e telefone.

4. Se você acha seu professor rude, espere até ter um chefe. Ele não terá pena de você.

5. Vender jornal velho ou trabalhar durante as férias não está abaixo da sua posição social. Seus avós têm uma palavra diferente para isso: eles chamam de oportunidade.

6. Se você fracassar, não é culpa de seus pais. Então não lamente seus erros, aprenda com eles.

7. Antes de você nascer, seus pais não eram tão críticos como agora. Eles só ficaram assim por pagar as suas contas, lavar suas roupas e ouvir você dizer que eles são “ridículos”. Então antes de salvar o planeta para a próxima geração querendo consertar os erros da geração dos seus pais, tente limpar seu próprio quarto.

8. Sua escola pode ter eliminado a distinção entre vencedores e perdedores, mas a vida não é assim. Em algumas escolas você não repete mais de ano e tem quantas chances precisar até acertar. Isto não se parece com absolutamente NADA na vida real. Se pisar na bola, está despedido… RUA!!! Faça certo da primeira vez!

9. A vida não é dividida em semestres. Você não terá sempre os verões livres e é pouco provável que outros empregados o ajudem a cumprir suas tarefas no fim de cada período.

10. Televisão NÃO é vida real. Na vida real, as pessoas têm que deixar o barzinho ou a boate e ir trabalhar.

11. Seja legal com os CDFs (aqueles estudantes que os demais julgam que são uns babacas). Existe uma grande probabilidade de você vir a trabalhar PARA um deles.

 

 18/06/2015

 

Mas Jesus, voltando-se e vendo-a, disse: Tem ânimo, filha, a tua fé te salvou. E desde aquela hora a mulher ficou sã.  Mateus 9:22

 

Você também pode receber a libertação dos seus problemas, basta acreditar nesse Deus que cura, liberta e que salva, mas não se esqueça de um requisito muito importante: A FÉ.  Veja que Ele sempre dizia: A TUA FÉ TE SALVOU. Somente a fé pode nos salvar, por isso não deixe de acreditar que tudo pode ser resolvido quando se tem fé.

 

Que neste dia você possa receber do nosso Deus um grande aumento na sua fé, e que seu dia seja muito abençoado na paz do senhor.  Tenha um bom dia.

 

 22/06/2015

 

Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça, para que o homem de Deus seja apto e plenamente preparado para toda boa obra. 

 

(2 Timóteo 3:16,17)

 

         Paulo era um grande apóstolo da palavra de Deus, ele provou a amarga dor do pecado em sua vida e por isso nos dá esse precioso conselho.

 

Muitos hoje em dia ignoram a palavra de Deus, alguns chegam a dizer que tudo o que está escrito não passam de palavras humanas.  Até que essas pessoas tem uma certa razão, pois foram homens que escreveram a Bíblia, mas não a escreveram, mas não fizeram isso apenas por fazer, eles tinham um objetivo muito importante que era transmitir para as gerações futuras as suas experiências de vida, pois o testemunho sempre fala mais alto que multidões de palavras.

 

Por exemplo, uma pessoa que passou por uma certa estrada, conhece muito bem o caminho, sabe dizer se ela é uma estrada boa ou se é uma estrada cheia de buracos.  Quem já provou certo alimento vai saber te dizer se ele está bem temperado ou se está salgado; se está doce ou se está faltando açúcar, da mesma forma os autores da bíblia sabem nos informar como viver de forma melhor e mais saudável.

 

         Ignorar a palavra de Deus é ignorar o próprio Deus falando conosco.  “Antes, felizes são aqueles que ouvem a palavra de Deus e lhe obedecem”. Lucas 11:28

 

Feliz será você se ouvir a palavra de Deus e a colocar em prática nesta semana que se inicia.  Que Deus te abençoe e te fortaleça, te dê um bom dia na paz do Senhor.

 

26/06/2015

 

APRENDIZ DA VIDA

 

 

 

Um dia desses, na sala de espera de um consultório médico, percebi, solta entre as revistas, uma folha de papel.

 

A curiosidade fez com que a tomasse para ler o conteúdo. Era uma bela mensagem que alguém havia escrito.

 

O título, interessante e curioso: "Aprendi"... e dizia o seguinte:

 

Aprendi... que eu não posso exigir o amor de ninguém, posso apenas dar boas razões para que gostem de mim e ter paciência, para que a vida faça o resto.

 

Aprendi... que não importa o quanto certas coisas sejam importantes para mim, tem gente que não dá a mínima e eu jamais conseguirei convencê-la.

 

Aprendi... que posso passar anos construindo uma verdade e destruí-la em apenas alguns segundos.

 

Aprendi... que posso usar meu charme por apenas 5 minutos. Depois disso, preciso saber do que estou falando.

 

Eu aprendi... que posso fazer algo em um minuto e ter que responder por isso o resto da vida.

 

Aprendi... que por mais que se corte um pão, cada fatia continua tendo duas faces... e o mesmo vale para tudo o que cortamos em nosso caminho.

 

Aprendi... que vai demorar muito para me transformar na pessoa que quero ser... e devo ter paciência.

 

Mas, aprendi também que posso ir além dos limites que eu próprio coloquei.

 

Aprendi... que preciso escolher entre controlar meus pensamentos ou ser controlado por eles.

 

Aprendi... que os heróis são pessoas que fazem o que devem fazer "naquele" momento, independentemente do medo que sentem.

 

Aprendi... que perdoar exige muita prática e que há muita gente que gosta de mim, mas não consegue demonstrá-lo.

 

Aprendi... que nos momentos mais difíceis, a ajuda veio justamente daquela pessoa que eu achava que iria tentar piorar as coisas.

 

Aprendi... que posso ficar furioso. Tenho direito de me irritar, mas não tenho o direito de ser cruel.

 

Aprendi... e repasso ao mundo, que jamais posso dizer a uma criança que seus SONHOS SÃO IMPOSSÍVEIS, pois seria uma tragédia para o mundo se eu conseguisse convencê-la disso.

 

Eu aprendi... que meu melhor amigo vai me machucar de vez em quando... E que eu tenho que me acostumar com isso.

 

Aprendi... que não é o bastante ser perdoado pelos outros... eu preciso me perdoar primeiro.

 

Aprendi... que não importa o quanto meu coração esteja sofrendo, o mundo não vai parar por causa disso.

 

Eu aprendi... que as circunstâncias de minha infância são responsáveis pelo que eu sou, mas não pelas escolhas que eu faço quando adulto.

 

Aprendi... que numa briga, eu preciso escolher de que lado estou, mesmo quando não quero me envolver.

 

Aprendi... que, quando duas pessoas discutem, não significa que elas se odeiem; e quando duas pessoas não discutem, não significa que elas se amem.

 

Aprendi... que por mais que eu queira proteger os meus filhos, eles vão se machucar e eu também. Isso faz parte da vida.

 

Aprendi... que a minha existência pode mudar para sempre, em poucas horas, por causa de gente que eu nunca vi antes.

 

Aprendi... também que diplomas na parede não me fazem mais respeitável nem mais sábio.

 

Aprendi... que as palavras de amor perdem o sentido, quando usadas sem critério. E que amigos não são apenas para guardar no fundo do peito, mas para mostrar que são amigos.

 

Aprendi... que certas pessoas vão embora da nossa vida de qualquer maneira, mesmo que desejemos retê-las para sempre.

 

Aprendi, afinal, que é difícil traçar uma linha entre ser gentil, não ferir as pessoas, e saber lutar pelas coisas em que acredito.

 

Com essa folha de papel eu aprendi que ainda tenho muito a aprender em minha vida.

 

 29/06/2015

 

                Chorei por não ter sapatos de marca, mas vi pessoas agradecendo a Deus mesmo não tendo os pés.

 

Queixo por Deus não ter me dado olhos azuis, mas vejo cegos dando graças a Deus pela luz que ilumina cada novo dia.

 

Fico com raiva quando caminho e me canso, mas vejo pessoas acelerando felizes suas  cadeiras de rodas.

 

Tenho preguiça de levantar cedo, mas existem pessoas lutando para sair de uma cama de hospital.

 

Parei  para refletir e vi que devemos agradecer a Deus por cada coisa que temos; mesmo pelos momentos ruins, pois existem pessoas passando por dificuldades maiores em suas vidas.

 

                Tenha boa tarde na paz do Senhor.